Quem é o Papai Noel? – Ele existiu, conheça São Nicolau!

Quem Era Papai Noel
News,

Quem é o Papai Noel? – Ele existiu, conheça São Nicolau!

Quem é o Papai Noel? Quem é essa figura icônica que marca um período tão importante, principalmente na crença Cristã? Muitas crianças acreditam que o bom velhinho realmente existe, mas e se te disséssemos que ele realmente existiu, em um passado um tanto quanto distante?

Neste conteúdo, vamos abordar um pouco mais sobre a verdadeira história do bom velhinho que vive no Polo Norte e sai no mês de dezembro para presentear crianças que foram obedientes durante todo o ano. Quer saber quem é o Papai Noel na vida real? Então leia conosco, vamos lá!

A verdadeira história do Papai Noel

Representacao De Sao Nicolau Wikimedia Commons
Representacao De Sao Nicolau Wikimedia Commons

Afinal, quem é o Papai Noel? Por trás de um dos personagens fictícios de maior sucesso da história estava uma pessoa em carne e osso: São Nicolau de Myra criou um mito ao longo dos séculos, com a ajuda fundamental de contistas, designers e anunciantes da Coca-Cola.

A verdadeira questão não é se Papai Noel existiu, mas quando. Verdadeiro para as crianças e lendário para os adultos, o velhinho gigantesco que distribui presentes as crianças na véspera de Natal é o único personagem que, pensando bem, nos une, porque éramos todos crianças quando acreditávamos nele. Mas or trás de um dos exemplos de maior sucesso de um personagem fictício estava uma pessoa real.

No entanto, não é necessário ir a uma biblioteca para reconstruir suas origens: basta ir ao Mediterrâneo Myra. No século IV dC, na cidade da Turquia, havia um bispo chamado Nicolau: sua fama de homem santo era tão difundida que, cinco séculos depois, biografias milagrosas sobre ele estavam circulando, como as escritas por Miguel Arquimandrita e Metódio.

O papel de Gerardo Cioffari

Quem é o Papai Noel? O que São Nicolau tem em comum com o Papai Noel? Além do nome, por enquanto apenas a barba branca. Mas os elementos que unem os dois personagens são tantos, que para abrir caminho entre eles foi necessário consultar um especialista em Papai Noel: é o frade dominicano Gerardo Cioffari, arquivista da Basílica de San Nicola di Bari e ganhador enciclopédia da história de São Nicolau.

Ele merece o crédito por ter reinserido o dia da festa do santo no calendário religioso (6 de dezembro), e por ser o mais obstinado defensor do Papai Noel: “Opor-se ao consumismo é uma coisa, mas a bondade do Papai Noel deve ser defendida, porque nos faz voltar a amar entre os homens”, declara. Assim, começamos nossa jornada rumo à lenda.

Alguns episódios de São Nicolau

Father Christmas Delivering Xmas Presents. Date: 1910
Father Christmas Delivering Xmas Presents. Date: 1910

Quem é o Papai Noel? São Nicolau! Quem tem uma imagem de São Nicolau em mente sabe que ele é retratado com o Evangelho na mão e três bolas de ouro: são três sacos de moedas que o bispo secretamente doou a tantas meninas forçadas à prostituição para pagar suas dívidas do pai.

Um episódio lendário diz respeito ao resgate de três soldados inocentes, que correram o risco de ser decapitados por terem sido confundidos com ladrões. Segundo a história, o bispo apareceu em sonho ao imperador Constantino e ordenou-lhe que libertasse o acusado: pelo menos, é assim que Giotto o retrata na Basílica Inferior de São Francisco de Assis.

O mito revela outro elemento em comum entre os dois: o dom da ubiquidade, ou seja, a possibilidade de estar em dois lugares diferentes ao mesmo tempo. Não o chamamos assim, mas também o assumimos para o Papai Noel, que dá presentes para crianças de todo o mundo durante a noite.

Quem é o Papai Noel? A história dos inocentes também está ligada às crianças, desta vez por engano. São Nicolau começa a ser associado a crianças devido a um descuido na tradução latina da Bíblia.

Escrevendo sobre o massacre de menores inocentes ordenado pelo rei Herodes após o nascimento de Cristo, em algumas passagens, o termo inocente se torna intercambiável com o de crianças: nas lendas subsequentes do santo, o bispo Nicolau é retratado como o protetor e salvador das crianças.

Papai Noel na Europa

Do Oriente, São Nicolau se apodera do Leste Europeu: nos países ortodoxos, o bispo Nicolau é o santo mais comum, em Moscou, são 48 igrejas a ele dedicadas, 30 paróquias e 20 capelas de estudantes universitários: São Jorge, que é um santo nacional, tem apenas 17 igrejas.

Sua popularidade é tanta que Martinho Lutero, o monge da reforma protestante, hostil ao que considerava a idolatria dos santos, terá que lutar para tirar o culto a São Nicolau das mentes dos fiéis. Além disso, em um documento datado de 1535, é relatado que o próprio Lutero deu presentes a seus filhos no dia de São Nicolau.

Nos países do norte da Europa, o costume era comum: em 28 de dezembro, dia da festa dos Inocentes, uma criança se vestia de São Nicolau e circulava distribuindo presentes a crianças boas, ladeada por uma criança vestida de preto, que, pelo contrário, dava varetas a quem tinha sido mau.

Ao longo dos anos, as igrejas luteranas conseguiram fazer com que São Nicolau se aposentasse, mas apenas porque o substituíram pela figura de “Christkindel”, o Menino Jesus portador de dons.

Quem é o Papai Noel? São Nicolau nos EUA e a Coca-Cola

Papai Noel Da Coca Cola 1
Papai Noel Da Coca Cola 1

Quem é o Papai Noel? Aquele da Coca-Cola, com certeza. São Nicolau mais tarde permaneceria na mente dos huguenotes que embarcaram em busca de fortuna nos Estados Unidos. O primeiro aniversário de São Nicolau em solo americano remonta ao século XIX, mas a verdadeira mudança se deve a Washington Irving, escritor da Sociedade Histórica de Nova York.

Em uma série de contos folclóricos, Irving conta a história de uma estátua em um navio holandês que, animado com vida própria, ao chegar ao porto de Nova York distribui presentes às crianças de Nova York, jogando-as nas chaminés. Porém, o Papai Noel que se estabeleceu no imaginário coletivo se deve a outro escritor, Clement Clark Moore, e a uma rima sobre São Nicolau que, vestido de peles, trazia presentes para as crianças na véspera de Natal.

A canção infantil se espalhou por vários estados americanos e chegou aos ouvidos de Archie Lee, um pragmático publicitário da Coca-Cola desde 1919. Esses foram os anos em que a bebida do farmacêutico John Pemberton se tornou tão popular que não sofreu qualquer perda, mesmo durante a Grande Depressão.

Noel Coca Cola Em 1941
Noel Coca Cola Em 1941

O que ameaçou sua reputação, porém, foi o grupo do Departamento de Química dos Estados Unidos, que acreditava que a bebida fazia mal às crianças, apesar de ter sido amplamente demonstrado que se tratava de água com açúcar: em um julgamento histórico, a Coca-Cola venceu por suspeita de periculosidade, mas a empresa estava proibida de anunciar junto com crianças. Um dano de imagem para a bebida, pois até agora seu alvo tinham sido eles.

Agora que já sabe quem é o Papai Noel (São Nicolau), você pode dormir tranquilo e esperar pelo bom velhinho aparecer na sua chaminé nos próximos meses de dezembro. Até a próxima!