news

Em Acrelândia(AC) – Carta anônima revela plano para execução de 7 pessoas

Uma carta anônima deixada em um caixa do Banco do Brasil em Acrelândia na manhã de ontem aponta sete pessoas marcadas para morrer, entre elas vereadores e uma diretora de uma creche do município.

As ameaças, escritas em letra de forma, citando Jesus Cristo e uma passagem bíblica, estavam dentro de um envelope endereçado ao vereador Humbertino Moura.

Na carta, o autor disse ter ouvido de Paulo Nunes de Araújo, o Paulinho, pai do ex-prefeito Carlos César Nunes de Araújo, que existe um plano para assassinar os parlamentares Djalma Pessoa, Gildésio Vilas Boas, Humbertino Moura, Jorge, Miriam, Ricardo e Socorro.

Segundo os relatos, as mortes não seriam ‘à bala’, mas por meio de acidentes forjados, por meio de atropelamentos, envenenamento e enforcamentos. Todas as supostas vítimas teriam contribuído para a cassação de Carlinhos e da mãe dele, a vereadora Conceição Araújo, além da prisão dos ex-secretários José Valcir da Silva, Jonas Prado e Joaba Carneiro da Silva.

Hubertino informou que levou o caso ao Ministério Público Estadual (MPE), que aconselhou a divulgação da carta e registrou um boletim de ocorrência. “Espero que o delegado possa solicitar as imagens do sistema de vigilância do banco para verificar quem foi o autor das ameaças”, detalhou o vereador.

O advogado de Paulinho, Luccas Vianna, disse que não se manifestará sobre o assunto por se tratar de uma carta anônima. “É um jogo político para manter presos os acusados. Na fase de instrução [do caso de coação das testemunhas], Paulinho foi inocentado e liberado, então não há a irregularidade”, disse o advogado.

As ameaças estariam ligadas ao julgamento do caso do presidente da Câmara Municipal, Fernando José da Costa, o Pinté, assassinado no dia 2 de maio do ano passado. Para o secretário de Estado da Polícia Civil, Enylson Farias, Carlinhos, Conceição Araújo e os ex-secretários José Valcir da Silva, Jonas Prado e Joaba Carneiro da Silva teriam formado um consórcio para assassinar Pinté. (Freud Antunes)

Fonte:Jornal A TRIBUNA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *