Conecte-se conosco

Cotidiano

Video flagra meninas morrendo afogadas em Itajuba.

Publicados

em

Video mostra meninas morrendo afogadas em Itajuba

As adolescentes Vanessa Cristina Moreira, 17, e Michele Tainá Bittencourt, 16, morreram afogadas no rio Sapucaí, em Itajubá, cidade do sul de Minas Gerais, no feriado de 1º de maio. Nos últimos dias um vídeo gravado com a câmera de um celular começou a circular na internet gerando polêmica entre os internautas. No momento em que as meninas parecem começar a se afogar, é possível ver uma imagem que alguns cogitam ser de um animal que poderia ter atacado ou mesmo assustado as adolescentes.

Fonte:UOL Videos


Comentários via Facebook

Leia também

Continue Lendo
5 Comentários

5 Comments

  1. Anna

    23 de maio de 2011 a 14:20

    Acredito que tenha sido um peixe eletríco, pela cor e por ser rápido. Niguém morreria afogado tão rápido como elas. As mesmas ficariam se debatendo por algum tempo. Quanto a buracos no solo, niguem gritaria antes de cair em um buraco.

  2. daliane

    23 de maio de 2011 a 14:26

    meu DEUS vcs achom que isto é uma cobra não é uma cobra é uma ariranha uma ariranha nao mata ela so como peixe essa meninas se assustaram quando viu aquele animal e se fosse uma cobra já ia atacar antes delas te entrado no rio na quela hora que aparece na filmagem ela ja teria saido dágua ,entao agora ja aconteceu e temos que orar a DEUS para que essas maes sigam a vida delas sem a filha dela so isto tenho a dizer.A PAZ DE DEUS

  3. luiz

    25 de maio de 2011 a 10:11

    conserteza foi uma sucuri de aproximadamente de 3 metros,so para arrancar as duas

  4. Bruno

    14 de julho de 2011 a 19:47

    que coisa mais estupida,se afogar com tanta gente perto pra ajudar, mesmo com esse bicho aí que assustou elas não conseguirem tirar elas da água foi um absurdo meu deus teve um que pego ate uma vara mais nada, meus pesames

  5. Pingback: Adolescentes não morreram por ataque de cobra, diz laudo | Não Esqueci

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *