O que é globalização? – Confira a 3ª revolução industrial!

Globalizacao
News,

O que é globalização? – Confira a 3ª revolução industrial!

O que é globalização? O que significa globalização e quais os efeitos que ela teve no mundo de hoje? De onde vem e quais são suas características? Será tão benéfica quanto dizem os livros? Quais são os seus pontos negativos? Essas e outras perguntas responderemos ao decorrer de nosso conteúdo. Leia conosco e saiba o que é globalização, vamos lá!

O que é globalização? A história

Processo De Globalizacao
Processo De Globalizacao

Para entendermos o que é globalização, precisamos compreender sua história. O termo globalização indica que todos os processos decisivos nos campos econômico e tecnológico estão ocorrendo em escala mundial e com um alto grau de interdependência mútua: todos os pontos da grande rede mundial de produção e troca são afetados pelo que está acontecendo em um nível mundial.

A internacionalização da economia, ou seja, a expansão do comércio em volume e extensão geográfica, é um fenômeno histórico que remonta ao século XVI. Mas nas últimas décadas ela se intensificou enormemente, principalmente devido ao advento da Internet, que acelerou enormemente os fluxos de informação, que antes viajavam por canais e velocidades completamente diferentes.

Na política internacional, o colapso da URSS antecipado pela queda do muro de Berlim marcou uma ruptura histórica, abrindo um cenário profundamente novo, a nível econômico, social e cultural. No final do século XX, porém, o termo que mais do que qualquer outro sintetiza as mudanças ocorridas sob todos os pontos de vista é a globalização.

O que é globalização econômica?

O que é globalização econômica? Um primeiro aspecto da globalização é a expansão das trocas comerciais, devido ao progresso nas políticas de comunicações e liberalização seguidas em todo o mundo tanto por estados individuais quanto por grandes organizações como a OMC (a Organização Mundial do Comércio).

As políticas de liberalização levaram a uma forte remoção das barreiras alfandegárias e à criação de grandes áreas de mercado livre, como, por exemplo, o Mercosul aqui na América Latina. Naturalmente, o crescimento do comércio a nível mundial, envolvendo bens e serviços, implicou uma forte padronização do consumo e dos estilos de vida.

Somente um grande mercado mundial que produz e consome os mesmos bens e serviços pode sustentar o crescimento do volume de comércio. Nesse sentido, a extensão mundial de uma economia capitalista era relevante, mesmo nos regimes socialistas que a rejeitaram por tanto tempo.

Globalização e realocação

Globalização E Realocação
Globalização e realocação

Se por um lado há globalização comercial, por outro lado está se instalando uma globalização produtiva. O que é globalização produtiva? Essa responde de forma mais simples ao termo deslocalização. Em outras palavras, muitas grandes empresas ocidentais, atendendo a uma necessidade de economia e otimização, começaram a transferir a produção para países do “Terceiro Mundo”, muitas vezes acompanhando essas transferências com estratégias de redução de pessoal.

As protagonistas desse fenômeno são as chamadas empresas multinacionais, que fabricam seus produtos se deslocando nas diversas fases de sua cadeia produtiva em diferentes partes do globo, desde a concepção à produção dos componentes, até a montagem ou controle.

O que é globalização financeira?

Por fim, há também uma globalização que diz respeito ao crescimento do capital mundial, tanto para investimentos quanto para especulação, compra e venda de títulos e moedas nas bolsas mundiais. O que é globalização financeira?

Se do ponto de vista técnico a globalização financeira é um produto do desenvolvimento das telecomunicações, do ponto de vista econômico-político é antes o resultado das medidas de liberalização financeira, que permitem um elevado número de movimentos de capitais de e para o exterior, introduzido por muitos governos para atrair investidores.

A terceira revolução industrial e a nova economia

É impossível separar o conceito de globalização da revolução da informação dessas décadas, a ponto de estarmos falando da Terceira Revolução Industrial, essa que é marcada pela dominação da Internet e da tecnologia.

Na verdade, não apenas todas as grandes inovações do nosso tempo – de robôs a smartphones – podem estar ligadas ao desenvolvimento de uma tecnologia e de um setor que levou o computador pessoal a todos os escritórios e quase todas as residências, mas a internet de fato deu origem a uma forma de acesso à informação, comunicação e intercâmbio de dimensões planetárias.

A força e a velocidade desta inovação foram tais que na segunda metade dos anos noventa parecia que a nova economia ligada às tecnologias da informação, telecomunicações e comércio eletrônico – a chamada nova economia – estava a ponto de derrotar a velha economia de produção material.

As empresas ligadas à nova economia se multiplicaram, as suas cotações nas bolsas aumentaram em resultado das compras de ações induzidas por expectativas positivas de grandes e pequenos investidores, sem muitas vezes haver correspondência real com empresas efetivamente produtivas.

Desde a década de 2000 até se começa a falar em novas profissões vinculadas a essas tecnologias, revolucionando para sempre o mercado de trabalho e educação. Para o futuro, nada tende a mudar em relação a este aspecto, visto que a criação de empregos no setor só aumenta.

Os efeitos sociais e ambientais da globalização

O que é globalização?
Os efeitos sociais e ambientais da globalização

A globalização, no entanto, também teve o efeito de aumentar as desigualdades entre os países do mundo, de acordo com seu desenvolvimento econômico e a capacidade de gestão de recursos e a velocidade da nova economia.

A globalização ao mesmo tempo beneficiou e prejudicou algumas nações do mundo, criando brechas e desigualdades principalmente entre os países do Norte e do Sul. Os estados do Norte são aqueles com maior riqueza e melhor expectativa de vida, enquanto os do Sul (incluindo o Brasil) apresentam uma alta taxa de mortalidade por desnutrição, falta de água potável e dificuldade de acesso a cuidados médicos.

No entanto, os países do primeiro mundo também sofreram repercussões negativas, como a perda do senso de comunidade, as doenças causadas pelo estresse, a criminalidade e o medo da nova situação mundial. Além disso, existe o problema da superpopulação que deu origem ao fenômeno da urbanização, especialmente no terceiro mundo. Ficou alguma dúvida do nosso conteúdo sobre o que é globalização? Comente abaixo. Até a próxima!