Conecte-se conosco

News

O Globo – Seguranças do Congresso reprimem com armas de choque protesto do Greenpeace.

BRASÍLIA – Ativistas do grupo Greenpeace realizaram protesto na manhã desta quinta-feira, no Congresso Nacional,para chamar atenção dos parlamentares para o projeto de lei 603/03, conhecido como Lei de Renováveis.

Publicados

em

BRASÍLIA – Ativistas do grupo Greenpeace realizaram protesto na manhã desta quinta-feira, no Congresso Nacional,para chamar atenção dos parlamentares para o projeto de lei 603/03, conhecido como Lei de Renováveis.

A proposta em tramitação busca explorar o potencial de geração de energias renováveis produzidas a partir de vento, biomassa e do sol, por exemplo. Os manifestantes inflaram uma torre eólica de 25 metros, mas foram detidos pelos

Segurança do Congresso aponta arma de choque para manifestante do Greenpeace - Foto de André Coelho...

seguranças.

Enquanto ambientalistas ficaram próximos ao prédio do Senado para desviar atenção, um grupo maior invadiu a parte superior da Câmara e inflou a torre eólica. Logo depois, eles foram detidos por seguranças da Câmara e do Senado. Alguns dos seguranças chegaram a apontar aos manifestantes armas de choque. O repórter fotográfico do GLOBO André Coelho foi agarrado pela camisa e agredido pelos seguranças.

Os manifestantes foram imobilizados, e o grupo sentou abaixo da cúpula da Câmara. Após os seguranças esvaziarem a torre eólica inflável, os ativistas deixaram o local pacificamente.

Representantes do Greenpeace protocolaram um documento solicitando a tramitação do projeto de lei apresentado pelo deputado Fernando Ferro (PT-PE) . De acordo com os ambientalistas, o texto espera um ano e meio para entrar na pauta de votação.

Comentários via Facebook

Leia também

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *