Anac promove classificação de aeroportos para cobrança de tarifas

Christina Machado
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou hoje (22) no Diário Oficial da União portaria com a classificação dos 168 aeroportos brasileiros, para a cobrança de tarifas.

Novas tarifas de pouso, permanência e embarque, cobradas das companhias aéreas e dos passageiros pela utilização da infraestrutura aeroportuária entram em vigor dia 14 de março. Desde o mês passado, as tarifas passaram a ser reguladas por critérios técnicos.

De acordo com a Anac, o objetivo é melhorar a eficiência do setor e a qualidade dos serviços. Para isso, os reajustes serão concedidos de acordo com o desempenho do administrador do aeroporto – que pode ser a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) ou os governos estaduais e municipais.

Até então, não havia uma norma específica e os reajustes eram concedidos pela Anac de forma única para todos os aeroportos, sem critério predefinido, após pedido do administrador e análise do órgão regulador.

Em resolução publicada no mês passado, a Anac estabeleceu o modelo de regulação em que serão definidos valores-teto para as tarifas, com reajustes anuais, além de uma revisão a cada cinco anos, quando serão novamente calculadas as metas dos aeroportos. O reajuste anual será feito pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do IBGE, deflacionado por um fator X de produtividade esperada do setor.

A revisão a cada cinco anos será feita com a análise de custos e receitas das operações dos aeroportos. O reajuste das tarifas, no entanto, será calculado de acordo com o desempenho de cada um, baseado no alcance de metas de eficiência atribuídas pela Anac e o nível de qualidade de serviço oferecido às companhias aéreas e aos passageiros. As metas de eficiência são calculadas em termos de redução do custo do aeroporto por passageiros e cargas transportados.

A partir de 2013, os valores das tarifas serão estabelecidos mediante compromissos que implicam aumento da eficiência e melhoria da qualidade dos serviços. Os ajustes dependerão dos resultados alcançados.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *