Em Acrelândia(AC) – Carta anônima revela plano para execução de 7 pessoas

Home » News » Internacional » Em Acrelândia(AC) – Carta anônima revela plano para execução de 7 pessoas

By nesqueci on 26 de Abril de 2011. No Comments

Uma carta anônima deixada em um caixa do Banco do Brasil em Acrelândia na manhã de ontem aponta sete pessoas marcadas para morrer, entre elas vereadores e uma diretora de uma creche do município.

As ameaças, escritas em letra de forma, citando Jesus Cristo e uma passagem bíblica, estavam dentro de um envelope endereçado ao vereador Humbertino Moura.

Na carta, o autor disse ter ouvido de Paulo Nunes de Araújo, o Paulinho, pai do ex-prefeito Carlos César Nunes de Araújo, que existe um plano para assassinar os parlamentares Djalma Pessoa, Gildésio Vilas Boas, Humbertino Moura, Jorge, Miriam, Ricardo e Socorro.

Segundo os relatos, as mortes não seriam ‘à bala’, mas por meio de acidentes forjados, por meio de atropelamentos, envenenamento e enforcamentos. Todas as supostas vítimas teriam contribuído para a cassação de Carlinhos e da mãe dele, a vereadora Conceição Araújo, além da prisão dos ex-secretários José Valcir da Silva, Jonas Prado e Joaba Carneiro da Silva.

Hubertino informou que levou o caso ao Ministério Público Estadual (MPE), que aconselhou a divulgação da carta e registrou um boletim de ocorrência. “Espero que o delegado possa solicitar as imagens do sistema de vigilância do banco para verificar quem foi o autor das ameaças”, detalhou o vereador.

O advogado de Paulinho, Luccas Vianna, disse que não se manifestará sobre o assunto por se tratar de uma carta anônima. “É um jogo político para manter presos os acusados. Na fase de instrução [do caso de coação das testemunhas], Paulinho foi inocentado e liberado, então não há a irregularidade”, disse o advogado.

As ameaças estariam ligadas ao julgamento do caso do presidente da Câmara Municipal, Fernando José da Costa, o Pinté, assassinado no dia 2 de maio do ano passado. Para o secretário de Estado da Polícia Civil, Enylson Farias, Carlinhos, Conceição Araújo e os ex-secretários José Valcir da Silva, Jonas Prado e Joaba Carneiro da Silva teriam formado um consórcio para assassinar Pinté. (Freud Antunes)

Fonte:Jornal A TRIBUNA


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *