Sargento foi herói, diz Cabral sobre PM que atingiu atirador em escola.

Jornalísticos, News,

Sargento foi herói, diz Cabral sobre PM que atingiu atirador em escola.

Segundo governador, policial foi chamado por alunos feridos em chacina.
Onze crianças e o atirador morreram em ataque à escola de Realengo.

O governador do Rio, Sergio Cabral, disse que o massacre na escola em Realengo só não foi maior pela ação de um herói da Polícia Militar e uma heroína da escola. “Gostaria de agradecer ao herói, o sargento Alves, 3º sargento da PM, que estava participando de uma operação, a dois quarteirões, do Detro junto com o BPRV. E o sargento Alves foi convocado por dois meninos”, disse Cabral.

“Outra heroína é a professora da primeira sala que mandou os meninos chamarem socorro. Eles abordaram os policiais e o sargento Alves veio até aqui e o atingiu, já ele acessando o segundo andar; o atingiu nas pernas e depois se matou. A arma já estava pronta para mais disparos”, completou.

Segundo Cabral, a primeira pessoa com quem o atirador falou ao chegar à escola foi uma professora. “A professora da sala de leitura conversou com ele e o reconheceu. Pediu um instante e ele cometeu essa covardia contra crianças inocentes”.

O prefeito Eduardo Paes também agradeceu a atuação policial em Realengo. “A gente está diante de uma tragédia que podia ser muito pior se não fosse a ação de um PM, um herói que atingiu esse criminoso e conseguiu impedir que ele continuasse esse massacre aqui. Quero agradecer às forças policiais”, disse.

Fonte: G1 RJ