“Já pensou em apanhar?”, diz Roberto Requião ao arrancar gravador de repórter

Cotidiano, Política,

“Já pensou em apanhar?”, diz Roberto Requião ao arrancar gravador de repórter

Áudio divulgado na noite desta segunda-feira (25) no site oficial do senador Roberto Requião (PMDB-PR) –ouça abaixo– registra o exato momento em que o parlamentar arrancou o gravador do repórter da rádio Bandeirantes, Victor Boyadjian, durante entrevista realizada hoje no Congresso.

A ação ocorreu logo depois que o jornalista o questionou sobre a aposentadoria que recebe como ex-governador do Paraná. No final da gravação é possível ouvir Requião ameaçando o jornalista. “Já pensou em apanhar, rapaz?”, diz o senador. “Peraí que eu vou desligar”, responde o jornalista. “Você não vai desligar p… nenhuma. Eu vou ficar com isso aqui”, disse.

O parlamentar divulgou o áudio em seu site com o seguinte título: “Não me acusem de censura. Aqui a entrevista que eu não quis que a Band divulgasse. É minha, divulgo eu, na íntegra e sem edição”.

Depois de tomar o aparelho e devolvê-lo posteriormente, com a entrevista apagada, Requião saiu do Senado, mas continuou discutindo o episódio por meio de sua página no microblog Twitter. “Jornalistas querem transformar entrevista em Bullyng (sic), escondidos em indulgência plenária com imprensa. Censura não, respeito sim”, postou o parlamentar.

A assessoria de imprensa do peemedebista não respondeu aos contatos da reportagem do UOL Notícias e não deu informações sobre quando ele se pronunciaria oficialmente sobre o assunto.

No entanto, pelo Twitter, o senador continuou debatendo o assunto. “Respondo a qualquer pergunta, não me escondo em sigilo telefônico ou bancário, mas exijo respeito a mim e aos eleitores do Paraná.”
Em outro post, Requião também atacou o repórter e a imprensa. “Vou à luta pela regulamentação do direito de resposta. Fim do jornalismo de aluguel e da falta de respeito.”Outro trecho diz: “Divulguem as agressões medíocres que estou sofrendo. Assim logo chego aos 17.000 seguidores. Terei com quem conversar fora da mídia privada”.

“Cavalheiro”
Mais cedo, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) disse que apesar de não saber detalhes do episódio, avaliou-o como um “mal-entendido”.

“Não conheço esse fato. Acho que o senador Requião é um cavalheiro. Deve ter ocorrido um mal-entendido porque ele não deve ter feito isso”, defendeu.

Ao ser questionado sobre a ausência de um corregedor na Casa –que atua em casos que envolvem parlamentares– Sarney não respondeu.


FOnte:UOL Notícias

—————————————————————–
Só adiantando pra quem tem esperança de alguma punição a Requião.
Não vai acontecer nada. Na melhor das hipoteses ele leva um puxão de orelha, promete que não faz mais e repete na outra semana.
A Democracia como é exercida no Brasil é uma piada. Imunidade parlamentar é uma piada de mal gosto.
Colocamos pessoas que fazem esse tipo de ato no poder e damos imunidades a ela.
Nem um político acusado de usar sua imunidade para fazer esse tipo de coisa chegou lá sem fazer isso antes.
O povo brasileiro sofre com isso, mas sofre porque quer e por ser(me desculpe o termo) TROUXA.