Em Curitiba (PR) – Professor de Educação Física é assassinado por ladrões quando entrava em casa

News,

Em Curitiba (PR) – Professor de Educação Física é assassinado por ladrões quando entrava em casa

A tragédia da família Castro foi selada na noite desta sexta-feira (24), no portão de casa. Tudo porque três assaltantes, ainda não identificados, queriam o carro do professor de Educação Física, Ronaldo de Castro, 36 anos, para fugir de um assalto realizado a poucas quadras da residência da família. Pouco se sabe das circunstâncias que levaram ao homicídio, o fato é que Ronaldo foi alvejado com apenas um tiro.

O professor morreu indo fechar o portão, após estacionar seu Voyage nos fundos da casa que fica na rua Ney Itiberê Pia Andrade, região do bairro Santo Inácio em Curitiba. Ronaldo era pai de dois filhos.

Mesmo atirando em Ronaldo, o trio não conseguiu levar o veículo e teve de fugir a pé. Viaturas do 12º Batalhão da Polícia Militar fizeram um patrulhamento na área, mas até o inicio da madrugada nenhum suspeito havia sido detido.

iro de raspão

Antes de cometer o assassinato, os suspeitos – que de acordo com testemunhas, pareciam ser menores de idade – haviam assaltado um sobrado, localizado na rua Filastro Nunes Pires. O trio pulou o muro e deu de cara com um casal. O homem, identificado apenas como Carlos, levou um tiro de raspão no braço. O trio fugiu levando uma TV LCD e um notebook.

O homem que ficou ferido foi atendido pelo Corpo de Bombeiros. “O tiro foi de raspão, mesmo assim, encaminhamos ele para o Hospital Evangélico para o atendimento médico”, disse o cabo Hille.

O assassinato do professor provocou bastante comoção entre os moradores, principalmente em virtude da reação da mãe dele, que passou mal. A polícia está considerando a ação da quadrilha como latrocínio (roubo seguido de assassinato). A investigão deve ficar a cargo da Delegacia de Furtos e Roubos da capital.

Drama recente

Afonso de Castro, irmão do professor, falou com a Banda B e contou alguns dos dramas recentes vividos pela família. Eles vieram de Santa Amélia, região norte do estado (cerca de 400 km de Curitiba). O pai, falecido há 12 anos, foi prefeito da cidade e o irmão deles que era vereador, morreu em 2010 num acidente de carro. A família fez um pedido de justiça as autoridades.

Fonte:Banda B AM