Conecte-se conosco

News

Em Curitiba – Mãe esconde bebê morto em carrinho durante 4 dias.

Publicados

em

Uma família do Campo Comprido, em Curitiba, levou um susto ao descobrir que havia recolhido uma moça de 23 anos que escondia a filha de cerca de 10 dias morta no carrinho de bebê. O corpo foi encontrado na tarde desta quinta-feira (21) pela filha da dona da casa, de 13 anos. A criança estava completamente roxa, escondida sob várias cobertas.

Silvana de Oliveira Santos, moradora da rua Frederico Mueller, contou à Banda B que a filha mais velha encontrou Rosenilda Rodrigues na última segunda-feira (18), na rua, debaixo de chuva, com a filha de 1 ano. “Minha filha ficou com pena dela e da criança e me pediu para trazer as duas pra casa. Aqui ela disse que veio de Londrina buscar o corpo do marido no IML , que tinha caído de um andaime. Elas estavam molhadas e com frio. Recolhemos as duas porque a moça disse que não tinha para onde ir. Nunca imaginei que uma coisa dessas ia acontecer”, disse a dona de casa.

Segundo Silvana, a moça agiu normalmente nesses dias e alegou que estava com dificuldades para liberar o corpo do marido. “A gente só descobriu o corpo da outra filha dela quando a minha filha pegou o carrinho para passear e começou a gritar depois que puxou a coberta. Foi um desespero”, contou Silvana. Segundo a família, Rose ficou muda ao ser questionada sobre o bebê e não quis falar nada. A polícia foi chamada e precisou recolher a mulher rapidamente porque vizinhos ameaçavam linchá-la.

Segundo o perito criminalista Edmar Cunico, que examinou o corpo, o bebê deve ter morrido há quatro dias. “A princípio, não há lesão aparente na criança”. Diante da avaliação preliminar da perícia, policiais disseram no local que há a possibilidade da mulher ter ficado transtornada com a morte do marido e da filha recém-nascida e ter entrado em uma espécie de transe psicológico. Mas a hipótese de homicídio também será investigada.

“O bebê era uma menininha. Estamos em estado de choque. Ela tratava bem a outra filha de 1 ano e disse até que ontem foi aniversário da menina. Mas nunca mexeu no carrinho que ficou aqui em casa o tempo todo com a coberta dentro”, relatou Silvana, a dona da casa.

Rose não explicou aos policiais o que aconteceu com a filha. Ela foi encaminhada parao Ciac-sul e nesta sexta-feira pela manhã deverá ser levada para o 9° distrito. Rose foi indiciada por ocultação de cadáver. A outra filha de 1 ano foi encaminhada para o Conselho Tutelar. O corpo do bebê foi recolhido ao Instituto Médico Legal.

Fonte:Banda B AM


Comentários via Facebook

Leia também

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *