UOL – Justiça cancela liminar que impedia greve dos aeroviários

Home » News » UOL – Justiça cancela liminar que impedia greve dos aeroviários

By nesqueci on 24 de dezembro de 2010. No Comments

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) entrou na Justiça e conseguiu cancelar, no final da noite de quinta (23), liminar da Justiça Federal no Distrito Federal que estendia até o dia 10 de janeiro a proibição de greve por parte da categoria e ampliava de R$ 100 mil para R$ 3 milhões o valor da multa em caso de descumprimento.

Com isso, fica mantida a decisão, do dia 22, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que determina atividade de 80% do efetivo dos aeronautas e aeroviários entre 23 de dezembro de 2010 e 2 de janeiro de 2011, fixando multa diária de R$ 100 mil, em caso de descumprimento da ordem.

Na manhã desta sexta-feira (24), os aeroportos do país registram 21,3% dos voos com atraso superior a 30 minutos, segundo a Infraero. Dos 414 voos programados, 88 partiram fora do horário e nove foram cancelados.

Na quinta, entre 0h e 23h, o país teve 40% dos voos com atrasos, mesmo sem a greve do setor aeroviário ter ocorrido.

Greve

A greve do setor aéreo que havia sido anunciada pela categoria foi suspensa na manhã de quinta-feira (23), após decisões judiciais. Mesmo com a suspensão da greve, quatro dos 67 aeroportos administrados pela Infraero no país registraram manifestações e pequena paralisação de funcionários. Segundo informações da presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários (que responde pelos trabalhadores em solo), Selma Balbino, cerca de 20% da categoria aderiu ao movimento nos aeroportos internacionais Tancredo Neves, em Confins (MG), Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF), Luís Eduardo Magalhães, em Salvador (BA), e no Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro. Já em São Paulo, o aeroporto de Cumbica registrou manifestação pela manhã.

*Com informações da Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *