Turquia reconhece conselho rebelde como representante da Líbia

Home » News » Internacional » Turquia reconhece conselho rebelde como representante da Líbia

By nesqueci on 3 de julho de 2011. No Comments

A Turquia reconheceu o Conselho Nacional Transicional, criado pelos rebeldes líbios, como legítimo representante do povo da Líbia.

Neste domingo, o ministro das Relações Exteriores turco, Ahmet Davutoglu, disse que é chegado o momento de que o líder líbio Muamar Khadafi deixe o poder.
A Turquia prometeu mais US$ 200 milhões (cerca de R$ 312 milhões) em ajuda humanitária aos rebeldes líbios, além dos US$ 100 milhões anunciados no mês de junho.

O anúncio acontece um dia depois que as forças de oposição anunciaram que estão se preparando para entrar na capital, Trípoli.

Os representantes rebeldes também rejeitaram uma iniciativa da União Africana de organizar conversas de paz entre a oposição e o governo líbio.

“Nós rejeitamos (a proposta). Ela não incluía a saída de Khadafi, de seus filhos e das pessoas de seu círculo íntimo do país”, disse o porta-voz dos rebeldes, Abdel Hafiz Ghoga.

No entanto, o chefe do conselho de transição, Mustafa Abdul Jalil, disse que o coronel Khadafi poderá viver na Líbia após sua aposentadoria, contanto que abra mão do poder.

“Como solução pacífica, oferecemos a possibilidade de que ele renuncie e dê ordens para que seus soldados se retirem de suas barricadas e posições. Então, ele pode decidir se quer permanecer na Líbia ou ir a outro país”, disse Jalil à agência de notícias Reuters.

“Se ele desejar permanecer na Líbia, ele determinará o local e este local estará sob supervisão internacional, assim como todos os seus movimentos.”

`Solução permanente´

O ministro de Relações Exteriores da Turquia encontrou Jalil em Benghazi, a principal cidade sob o controle dos rebeldes, no leste da Líbia.

Em uma coletiva de imprensa após o encontro, Davutoglu disse que “as demandas públicas por reformas devem ser atendidas, Khadafi deve deixar o poder e a Líbia não deve ser dividida”.

“Estou aqui para expressar solidariedade ao povo líbio. Seu direito legítimo deve ser reconhecido. É preciso encontrar uma solução permanente para a crise, que só é possível através de uma solução política baseada nas demandas do povo.”

“Consideramos o Conselho Nacional Transicional como um representante legítimo do povo líbio para que ele atinja suas metas”, disse o ministro.

Correspondentes dizem que a viagem de Davutoglu a Benghazi sinaliza que a Turquia – um país importante na região e um membro da Otan que inicialmente se opôs à ação militar no país – está se posicionando a favor da oposição.

Empresas turcas estavam envolvidas em projetos bilionários de construção civil na Líbia antes do início do levante popular contra o governo, em fevereiro.

Também neste domingo, o governo russo disse que a crise na Líbia será um dos principais itens na agenda de discussões do país com a Otan na próxima segunda-feira.

As discussões, que acontecerão na cidade de Sochi, no sul da Rússia, incluirão um encontro entre o presidente russo Dimitri Medvedev e o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen.

O presidente sul-africano, Jacob Zuma, também participará da reunião.

Fonte:BBC Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *