Em Guaratinguetá-SP – Suspeito de matar irmãs em Cunha diz que confessou sob tortura

Home » News » Em Guaratinguetá-SP – Suspeito de matar irmãs em Cunha diz que confessou sob tortura

By nesqueci on 16 de abril de 2011. No Comments

O principal suspeito de ter matado duas irmãs adolescentes em Cunha (231 km de São Paulo) disse nesta sexta-feira (15) que confessou o crime sob tortura, segundo seu advogado, João Ayrosa Rangel.
O defensor afirmou que Ananias dos Santos, 27, disse que é inocente e que confessou porque apanhou e foi ameaçado de morte por policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Guaratinguetá.

Santos foi preso na segunda-feira (11) e, segundo a Polícia Civil, admitiu ter matado as garotas porque elas o ridicularizavam.

De acordo com o advogado, ele passará por um exame médico para averiguar a denúncia de agressão. Rangel pediu também que o suspeito fosse interrogado novamente, mas, segundo ele, o delegado responsável pelo caso negou o pedido.

Por meio da assessoria da Secretaria de Segurança Pública, o delegado Homero Viela Viera, da DIG, disse que o suspeito ‘não sofreu qualquer tipo de violência policial nas dependências do departamento’.

O CRIME

As jovens Juliana Oliveira, 15, e Josely, 16, ficaram cinco dias desaparecidas até seus corpos serem encontrados. Elas foram vistas pela última vez quando retornavam da escola, no fim da tarde do dia 23 de março.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *