Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar

Richard Lynch é achado morto em seu apartamento

00:52 Arquivado em: Cinema | Author Name

LOS ANGELES, 20 Jun (Reuters) – O ator de “Halloween” Richard Lynch, conhecido por sua cicatriz facial e que se tornou um marco nos filmes de horror e ficção científica, morreu aos 76 anos, disse seu porta-voz nesta quarta-feira.

Quem acompanhou as séries de TV produzidas entre 1970 e 1990 certamente viu algum episódio estrelado por Richard. Seu rosto marcado por cicatrizes o levou a interpretar diversos criminosos, terroristas loucos e uma variedade de vilões que enfrentavam os heróis, protagonistas das séries.
Richard Lynch em 2011
As cicatrizes foram provocadas por um acidente ocorrido em 1967. Dizem que, sob influência de LSD, Richard teria acidentalmente ateado fogo em seu corpo. As marcas em seu rosto acabaram lhe garantindo muitos trabalhos em Hollywood, tornando-se uma ‘marca registrada’ do ator.

O representante de Lynch, Mike Baronas, disse à Reuters que o corpo do ator foi encontrado por uma amiga, que foi à sua casa em Palm Springs, na Califórnia, por não ter notícias dele por vários dias. Ela encontrou a porta aberta e Lynch deitado no chão da cozinha “frio e sem vida.”

Baronas disse que nenhuma investigação está sendo conduzida sobre a morte do ator e que seu corpo foi enviado diretamente para uma funerária.

Lynch, que nasceu em Nova York, em 1936, fez seu nome interpretando vilões em filmes como “Espantalho” (1973), “Espiões Sem Rosto” (1988) e na franquia de terror “Halloween – O Início” (2007), dirigido por Rob Zombie.

O último papel de Lynch foi no filme de Zombie “The Lords of Salem”, previsto para ser lançado até o fim do ano.

Fonte:Terra e Veja


Link encurtado:

facebook comments:

Deixe uma resposta

Google Plus site stats
Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar