Ribeirão da Neves-MG regride no tempo – Supervisora teria obrigado aluno a colocar pimenta na boca.

Home » News » Ribeirão da Neves-MG regride no tempo – Supervisora teria obrigado aluno a colocar pimenta na boca.

By nesqueci on 1 de abril de 2011. No Comments

Conselho apura denúncia de castigo em Neves, que teria sido imposto porque menor falava palavrão

Um menino de 8 anos, aluno da Escola Estadual Antônio Rigueira da Fonseca, em Ribeirão das Neves, Grande BH, teria sido obrigado a colocar o dedo em um vidro de pimenta e em seguida na boca. A supervisora Vanessa Frederico é acusada pela família e funcionários da escola de castigar o estudante por causa de palavrões que ele estaria falando na sala de aula.

A denúncia do castigo com pimenta está sendo apurada pelo Conselho Tutelar, que ainda esta semana vai enviar um relatório para a Promotoria da Infância e da Juventude. O caso foi encaminhado pelo Centro de Referência Social de Sete Lagoas, onde moram parentes do estudante.

“O meu filho está com medo de ir a escola. Ele só contou que foi castigado com pimenta depois que um porteiro da escola me confirmou tudo o que aconteceu. Se o meu filho contasse para a família seria obrigado a comer pimenta novamente”, desabafou a mãe da criança, Vera Lúcia Martins, 28 anos, que tem outros quatro filhos.



Vera Lucia informou que o castigo foi dado na quinta-feira da semana passada, mas só nesta quinta-feira, durante reunião na escola, é que ela teve certeza de que o filho foi obrigado a comer pimenta. De acordo com ela, funcionários da escola confirmaram que presenciaram quando o menino começou a chorar alto por causa do ardido da pimenta. “Nunca bati nos meus filhos ou obriguei que eles comessem o que não gostam”, desabafou Vera Lúcia. Com medo de represálias, ela estuda a possibilidade de tirar o filho da escola.

A diretora de escola, Maria do Rosário Ribeiro, informou à Secretaria de Estado de Educação que não abriu uma investigação sobre o caso por não ter recebido uma denúncia formal. Vanessa Frederico conversou informalmente com a diretora e negou as denúncias. Segundo a Secretaria, Vanessa alegou que chamou o menino até a sua sala, onde teria mostrado o vidro de pimenta, e o ameaçou castigá-lo caso ele continuasse a falar palavrões.

O vidro de pimenta que teria sido usado para castigar o menino estava na cantina da Escola Estadual Antônio Rigueira da Fonseca, com 1.084 alunos, localizada no Bairro Savassi. Conforme denúncia recebida pelo Conselho Tutelar, uma funcionária responsável pelo preparo dos alimentos teria recusado a entregar o vidro de pimenta, mas acabou cedendo depois de ser ameaçada de punição.

A Secretaria de Estado de Educação informou que vai abrir uma sindicância para apurar as denúncias. A supervisora Vanessa Frederico não foi encontrada nesta quinta na escola para comentar as denúncias. O Conselho Tutelar de Ribeirão das Neves está concluindo uma outra denúncia de uma agressão de uma professora da mesma escola a um menino de 10 anos.

O conselheiro Ed Figueira, responsável pelo caso, informou que ainda nesta sexta vai ouvir a direção da escola e os pais do menino para a elaboração de um relatório que será encaminhado ao Ministério Público.

Fonte: Jornal Hoje em DIa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *