Polícia prende 3 suspeitos de agredir jovem até a morte em SC

Home » Atualidades » Cotidiano » Polícia prende 3 suspeitos de agredir jovem até a morte em SC

By nesqueci on 10 de maio de 2011. No Comments



A polícia prendeu na manhã desta terça-feira três suspeitos de espancar até a morte um rapaz de 18 anos na saída de uma boate em Jaraguá do Sul (a 178 km de Florianópolis, SC).

As prisões aconteceram após a divulgação de um vídeo gravado pelas câmeras de segurança do local. A violência foi cometida na madrugada do último sábado (7), no bairro Água Verde.

Nas imagens, quatro rapazes discutem com Rafael Santana, que era ajudante de pedreiro, e o agridem com chutes, socos e golpes de faca. A vítima chega a se levantar, mas cai logo em seguida.

Segundo a polícia, os três suspeitos têm entre 17 e 18 anos. O quarto suspeito foi capturado pelos seguranças do lugar e estava detido desde sábado. O nome dos supostos agressores não foi informado.

De acordo com o delegado David Queiroz de Sousa, responsável pelo caso, os jovens disseram que as discussões começaram enquanto ainda estavam na festa. O motivo seria uma garota.

Após serem expulsos da boate, a briga continuou em uma rua lateral. Antes de encontrar o grupo, um dos rapazes buscou uma faca que tinha escondido em uma rua próxima. Em depoimento, os jovens disseram à polícia que não conheciam a vítima e levaram a faca para se proteger. Eles também disseram que tinham bebido e perderam o controle.

De acordo com Souza, um dos jovens suspeitos, de 18 anos, teve a prisão provisória decretada e deve ser transferido hoje para o presídio em Jaraguá do Sul. Outros dois meninos, de 17, devem ser encaminhados para instituições socioeducativas. O quarto suspeito permanece detido na delegacia da cidade.

O advogado da família da vítima Udo Drews Jr. diz que o rapaz nunca teve problema com a polícia ou em situações semelhantes. “Era um rapaz bastante sonhador, que pretendia iniciar a faculdade neste ano”, conta.

VIOLÊNCIA

O irmão da vítima, Edvaldo Santana, 32, diz que o rapaz, que trabalhava como eletricista, levou quatro facadas e chegou a passar por uma cirurgia. “Não consegui nem vê-lo de olhos abertos. Ele chegou praticamente morto ao hospital”, conta.

Segundo Edvaldo, a família se mudou há cinco meses para Jaraguá do Sul por achar que Foz do Iguaçu (PR), onde moravam antes, era uma cidade violenta.

Ele conta ainda que o irmão já tinha terminado os estudos e fazia aulas de direção. Antes de sair para a festa, falou que queria uma namorada porque sonhava em casar. “Ele me disse que queria encontrar a garota certa”.

Segundo a polícia, a menina apontada pelos suspeitos como motivo da briga deve ser ouvida hoje.

As imagens abaixo, que registram o momento da agressão, foram cedidas pela Polícia Civil de Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *