Polícia já sabe quem matou jovens em boate da Praça da Espanha

Home » News » Polícia já sabe quem matou jovens em boate da Praça da Espanha

By nesqueci on 22 de agosto de 2011. No Comments

Policiais da Delegacia de Homicídios de Curitiba já identificaram o homem que teria matado dois jovens na madrugada do último sábado (20), na saída da Boate Celebrare, na Praça da Espanha. O suspeito deixou cair a carteira de identidade na confusão e foi identificado por testemunhas como o autor dos disparos. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, a delegada Aline Manzatto, responsável pelo caso, disse que os policiais foram até a casa do suspeito e não o encontraram. “Se ele não aparecer nas próximas horas, deverá ser decretada sua prisão preventiva com base nos depoimentos de testemunhas e vítimas que estamos recolhendo”, disse a delegada.

A polícia não revelou o nome do suspeito para não atrapalhar as investigações. Segundo a delegada, testemunhas disseram que este rapaz, acusado de ter atirado na saída da boate, estava ajudando um colega bêbado a sair do estabelecimento junto com mais um amigo. O grupo das vítimas teria feito comentários sobre o estado do rapaz embriagado o que teria irritado o suspeito que foi até o carro, apanhou uma arma e voltou atirando. Morreram Edson Luiz de Oliveira, de 18 anos, com um tiro nas costas, e Guilherme Henrique dos Santos Silva, de 16 anos. Ficaram feridos e permanecem internados Vanessa de Paula Torrini, de 18 anos, L.A.P.B., de 15 anos, e Tiago Luiz Araújo, de 18 e Celso Luiz Merlini Berri.

Segundo a polícia, Guilherme estaria na boate porque teria usado a identidade de um amigo maior, já que é proibida a entrada de menores de 16 anos.

A polícia já tem imagens do circuito interno da boate em que aparecem os três suspeitos de envolvimento no assassinato dos dois jovens e na tentativa de assassinato de outros clientes que estavam no local.

Despedida

O grupo em que estavam as vítimas fatais estava comemorando a despedida de Celso Luiz Merlini Berri, um jogador de futebol que iria para a Itália jogar. Ele permanece internado em Curitiba.

Segundo testemunhas, os disparos duraram menos de um minuto, e foram feitos em sequência. No local, a perícia encontrou várias cápsulas de pistola calibre 9mm.

FOnte:Banda B AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *