Ocupação de favelas no RJ: uma “peça” bem ensaiada?

Home » News » Ocupação de favelas no RJ: uma “peça” bem ensaiada?

By nesqueci on 28 de novembro de 2010. No Comments

Bom como só o que se fala na mídia é a batalha urbana do RJ, então vamos lá.
Não é bonito como essa ”força tarefa” tão bem feita está fazendo essa operação com “precisão” cirúrgica? Sou só eu ou alguém mais acha que isso tudo está uma confusão só?
É incrível como morre civil e ninguém fala nada, só vejo apoio de todos os lados, o que é muito estranho já que é de conhecimento público que só quem se dá mal nesse tipo de situação são os moradores.
Olha o que ninguém noticia.

“Não vai colocar isso na reportagem, mas é lógico que preferimos os traficantes. Traficantes não batem na gente, não invadem nossa casa. Eles não fazem barbaridade. São do povo, como a gente”

O UOL chamou isso de apoio ao trafico eu chamo isso de não gosta de apanhar.

Mas no RJ isso tudo parece não ser problema porque se morreu por bala de policial então era traficante, caso contrário é mais um inocente vítima do tráfico de drogas.
Não sou pró trafico, mas acho a lei do Brasil uma piada só. Tudo aqui é por conveniência, não existem regras claras sobre nada. Fora do Brasil, em países onde a lei funciona, existe uma cosia chamada “presunção de inocência”, que significa que todo suspeito é inocente até que se prove o contrário.
Pode espernear, falar mal e contradizer, mas esse princípio não é usado no Brasil. As pessoas mortas pela policia no RJ sempre serão supostos traficantes, uma vez que policial nuca erra por aqui.
Fico pasmo com as casas abandonadas para serem saqueadas sendo que nada foi provado contra seu dono ou a origem do dinheiro com que foi comprada.
O leitor pode achar que estou exagerando e que é obvio que não estão sendo lacradas porque é uma guerra e não se tem tempo pra isso. Mas quer dizer que pra bater foto com fuzil na mão e posar de herói tem?
Essa é opinião de um herói sobre outro?

“Somos apenas um grupo de pessoas preocupadas com os rumos que a PM vem tomando nos últimos tempos. Muitos dos que colaboravam conosco não o fazem mais por terem perdido a esperança de que algo melhore. Mas cremos que já fizemos nossa parte, já não é mais como antes, afirma o policial.”

Essa ação toda não passa de um grande circo para mostrar para o mundo que o RJ foi controlado antes da Copa e das olimpíadas. E tenho certeza que a força motivadora não foi o bem estar da população, senão não tinham garantido a eleição primeiro pra depois tomar atitude.
Alguém sabe quantas pessoas morreram nessa ação? Incrível como a mídia tem parado de destacar esse número e do nada aparecem cartinhas de crianças agradecidas como se elas entendessem o que está acontecendo.
Não acho o tráfico de drogas bom e nem defendo sua existência, mas também não sou ingênuo de achar que policial no Brasil é Superman com fuzil na mão.
É só ler jornais que vemos que os mocinhos do Brasil não são tão púdicos.
Não estou generalizando, mas que é dureza apostar sua vida que eles são sempre bonzinhos, ah isso é.

Por isso peço que se tiver um pouco de interesse leia e se informe no máximo de lugares que puder, porque a mídia só está noticiando o que deixam, e essa historia do RJ ainda vai feder demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *