Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar

Em Curitiba – Idoso morre por falta de atendimento em posto 24 horas

10:23 Filed under: News | Author Name

Caso ocorreu durante a manhã de segunda-feira (21), em Curitiba. Secretaria Municipal de Saúde nega a falta de atendimento.

Um idoso de 74 anos morreu após sofrer uma parada cardíaca por volta das 7h30 de segunda-feira (20), em Curitiba. Segundo o filho dele, Jonathan Pereira da Silva, a morte foi causada por falta de atendimento em um posto de saúde 24 horas do bairro Centenário.
“Quando cheguei para dar entrada no posto, às 6h50, fui informado por duas recepcionistas que não tinha médico no local e que elas não podiam fazer nada. Como eu estava desesperado, elas me orientaram para procurar o Hospital Cajuru, que fica longe do local, para tentar uma consulta. Achei um absurdo (…), depois disso, elas viraram as costas e continuaram a conversar”, disse Jonathan, em entrevista ao G1, na manhã desta terça-feira (22).
Jonathan levou o pai para consultar no Hospital Cajuru, mas ele sofreu uma parada cardíaca e morreu na maca. “A médica me disse que se ele tivesse sido atendido antes, teria sobrevivido”, contou o filho.

Segundo o gestor de saúde de Curitiba, Matheus Chomatas, não confirma o desfalque e afirma que no horário em que o rapaz chegou com o idoso, já havia médicos no local. “Neste horário, nós já tínhamos sete profissionais em atendimento na unidade, inclusive na questão de urgência e emergência e também nas consultas eletivas. Então, não vou duvidar de ninguém, a única coisa é que eu não tenho registro de atendimento”, justificou.
Chomatas disse também que a falta de médicos foi causada apenas durante o perído da tarde por um desentendimento entre os próprios profissionais e pacientes. “Durante o período da tarde houve um desentendimento de alguns profissionais de saúde com alguns pacientes, principalmente de mães de pacientes, e os pediatras se recusaram a fazer o atendimento e saíram. Aí nós tivemos que fazer uma reposição da equipe e ficamos mais ou menos entre uma hora e meia e duas horas sem atendimento de pediatria na unidade. Remanejamos alguns pacientes para unidades dos bairros Boqueirão e do Boa Vista”.
“Eu nem sei o que falar (…), só digo que isso é uma falta de vergonha e por causa disso meu pai perdeu a vida”, finalizou Jonathan.

video

Fonte:G1


Use Facebook to Comment on this Post

Shortlink:

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Google Plus site stats
Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar