Motivo de eliminação no Enem pode ser consultado no site

Home » News » Motivo de eliminação no Enem pode ser consultado no site

By nesqueci on 20 de janeiro de 2011. No Comments

Amanda Cienglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tiveram anuladas as notas de algumas das provas do teste podem consultar o motivo da eliminação no boletim individual do desempenho. As informações estão disponíveis no site do Enem. Segundo o órgão, nos dois dias de prova, foram mais de 20 mil candidatos eliminados.

De acordo com nota divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), a maioria dos casos de anulação da nota ocorreu porque o estudante não marcou na folha de respostas a cor do caderno de provas que recebeu ou assinalou mais de uma opção. Essa norma era prevista no edital e a não observação resultaria em eliminação.

Ontem (19), a Justiça Federal no Rio de Janeiro concedeu a uma aluna o direito de conferir a correção da prova de redação, cuja nota foi anulada. O Ministério Público Federal no Ceará e em Pernambuco também entraram com ações para que os candidatos pudessem ter acesso às provas e tivessem direito de recorrer das notas obtidas.

As duas ações, em caráter liminar, ainda aguardam decisão. A nota do Enem pode ser utilizada para concorrer a uma vaga em instituições públicas de ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições terminam hoje (20).

Cerca de 10% dos casos de eliminação ocorreram pelo “não cumprimento de outros itens do edital”, segundo o Inep. O candidato poderia ser eliminado por sair do ambiente de prova antes do horário previsto ou ultrapassar o tempo permitido, portar equipamento eletrônico ou não apresentar documento original.

No caso da redação, o candidato poderia ter a nota anulada se o texto tivesse menos de sete linhas, se fugisse do tema proposto ou se escrevesse fora do espaço delimitado. Segundo o Inep, o número de candidatos eliminados em 2010 é semelhante ao de 2009 e representa cerca de 0,5% dos participantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *