Morre ao 82 anos Neil Armstrong, 1º homem a pisar na Lua.

Home » Atualidades » Morre ao 82 anos Neil Armstrong, 1º homem a pisar na Lua.

By nesqueci on 25 de agosto de 2012. No Comments

O astronauta Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua, morreu neste sábado (25) aos 82 anos, em Ohio, nos Estados Unidos A morte foi informada à imprensa dos Estados Unidos pela família do astronauta, que emitiu um comunicado. “Ele era um herói americano relutante, porque sempre achou que só estava fazendo seu trabalho”, diz trecho do texto.

No começo do mês, Neil Armstrong passou por uma cirurgia no coração para desobstruir uma artéria coronária. Segundo os familires, a morte é decorrente de complicações da cirurgia.

Neil Armstrong

Neil Armstrong em foto em missao Lunar


A familia de Neil Armstrong se mostoru “arrasada” e disse que o astronauta “serviu a nação com orgulho, como piloto da Marinha, piloto de provas e astronauta. Os familiares afirmarm que Arsmstrong era “um carinhoso marido e pai”.

Neil Armstrong tinha 39 anos quando comandou a tripulação da nave Apollo 11. Ao lado do também astronauta Edwin Buzz Aldrin, ele caminhou na Lua por quase três horas, no dia 20 de julho de 1969, vinte minutos após a nave aterrissar no satélite natural da Terra.

Coração

Armstrong descobriu durante exames em um hospital que quatro artérias coronárias estavam entupidas e teve que passar por uma cirurgia de emergência no início de agosto. O ex-astronauta vivia em Cincinnati, onde fica o hospital no qual fez os exames e foi operado.

À TV NBC, Gene Cerman (que esteve na Lua na Apollo 17) relatava uma conversa que teve à época com Carol Armstrong (mulher de Neil Armstrong) e ela afirmou que ele se recupera bem após o procedimento.

O astronauta tinha uma vida recatada. Sua última aparição pública foi no Congresso, em novembro do ano passado, quando defendeu a Nasa – a agência espacial americana – dos cortes no orçamento e recebeu uma medalha dos parlamentares.

O homem reservado

Armstrong nasceu em Wapakoneta, no Estado americano de Ohio, em 1930. Ele foi um apaixonado pela aviação e deixou a universidade em 1950 para lutar na Guerra da Coreia. Na luta, participou de 78 combates aéreos.

Após o conflito, começou a trabalhar como piloto de teste, levando a aeronave X-15 – um misto de avião e foguete – ao limite com o espaço. Foi um dos primeiros astronautas civis e participou do programa Gemini, da Nasa.

Em uma missão, uma falha no equipamento quase fez com que a nave se perdesse no espaço. Armstrong, conhecido por sua calma e frieza em momentos de crise, usou um sistema reserva para parar a nave (que girava sem controle) e fazer um pouso de emergência no Pacífico.

Mas foi o programa Apollo que eternizou o nome deste americano. Atrás dos soviéticos na corrida espacial (que já tinham mandado o primeiro satélite artificial e o primeiro homem ao espaço), o então presidente americano John F. Kennedy prometeu, em 1962, que até o fim da década iria mandar alguém para a Lua.

A preparação incluiu o treinamento para aprender a controlar o módulo lunar. Foi outro momento em que ele esteve próximo da morte. O astronauta teve que ejetar durante um voo para não morrer na queda do equipamento.

Em 16 de julho de 1969, Armstrong deixava a Terra a bordo de um gigantesco foguete Saturn V (o maior já construído pelo ser humano) ao lado dos também americanos Buzz Aldrin e Mike Collins. No dia 20 do mesmo mês, Armstrong anuciava: “A águia pousou”. Pouco depois, pisava no nosso satélite natural ao lado de Aldrin. Collins ficou em um módulo em órbita.

Após a Apollo 11 e todas as honrarias que recebeu pelo feito, Armstrong dificilmente apareceu em público. Ele deixou a Nasa e foi para a Universidade de Cincinnati e depois trabalhou em empresas particulares. O homem reservado decepcionava muitos fãs ao frequentemente negar autógrafos e também aos jornalistas que pediam entrevistas. “Não quero ser um monumento vivo.”

“No meu ponto de vista, uma grande conquista da Apollo foi a demonstração de que a humanidade não está presa para sempre no seu planeta”, disse Armstrong em uma rara aparição.

Com informações da BBC,CBS, Terra e UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *