Jovem acusado de matar e decepar parte intima de idoso é preso em Curitiba

Home » News » Jovem acusado de matar e decepar parte intima de idoso é preso em Curitiba

By nesqueci on 30 de novembro de 2011. No Comments

Um jovem de 18 anos foi preso em Curitiba nesta terça-feira (29). Ariel Fernandes da Silva é acusado de ter cometido três homicídios, além de ter tentado cometer mais um, quase todos no bairro Caximba.

Ariel foi o responsável pela morte de Amaro Vieira da Silva, no dia 11 de setembro. Na ocasião, o idoso foi encontrado com o próprio pênis na boca e os dizeres “X-9” marcados no peito com uma faca.
Cinco dias mais tarde, a polícia chegou à conclusão que a vítima foi morta porque descobriu o motivo do assassinato de seu filho, Ademilson Vieira da Silva, também morto por Ariel. A tentativa de homicídio foi contra Dirlei Anderson Camargo, enteado de Amaro e que também foi agredido no dia 11 de setembro.

Samuel Muniz dos Reis, antigo parceiro do preso, foi morto no último dia 30. O delegado da Delegacia de Homicídios, Rubens Recalcatti, voltou a destacar o método violento com que Ariel agia.

“Ele tinha saído de Curitiba e ido para Antonina, onde foi localizado. Era muito violento e geralmente matava as pessoas na base da faca”, afirmou.

O CRIME

Publicado em: 16/09/2011 – 12:16 | Atualizado em: 30/11/2011 – 03:05

A Delegacia de Homicídios de Curitiba está perto de elucidar por completo um crime brutal que aconteceu no último domingo (11), na rua Francisco Alves, no bairro do Caximba, em Curitiba. Segundo o delegado Cristiano Quintas, da DH, Amaro Vieira da Silva, de 70 anos, foi morto de maneira cruel porque tinha descoberto os responsáveis pela morte de seu filho.

Na ocasião do crime, Amaro foi encontrado com o próprio pênis na boca, além disso, em sua barriga estava escrito os dizeres “X9”. “O filho do Amaro, Admilson Carraro Vieira, foi morto por rixa entre traficantes uma semana antes. Então o idoso passou a buscar respostas para o crime, estava com pistas e ia entregar à polícia, antes disso, acabou assassinado”, descreveu o delegado Quintas.

O enteado de Amaro, identificado apenas como Dirley, 30 anos, estava presente no momento do assassinato e é considerado peça fundamental na elucidação do crime. “Já foi ouvido e nos passou quem são os autores, temos estas informações e estamos próximos de realizar a prisão dos suspeitos”, destacou o delegado.

Por fim, Quintas falou sobre a crueldade empregada pelos suspeitos. “Um crime revoltante, praticado por pessoas que não medem seus atos. Estas situações se tornam recorrentes e  de todas as formas vamos lutar para prender estes marginais”, concluiu.

Fonte:Banda B AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *