Injeção de R$ 6 mil falta na rede pública e compromete saúde de homem com excesso de crescimento

Home » News » Injeção de R$ 6 mil falta na rede pública e compromete saúde de homem com excesso de crescimento

By nesqueci on 13 de maio de 2011. 1 Comment

Marcos Antônio Soppa tem 40 anos e há três descobriu que tem acromegalia. A doença é provocada pelo excesso prolongado de hormônio de crescimento, que progressivamente vai provocando uma série de sintomas, principalmente o aumento das extremidades, dores articulares e alterações das proporções faciais. O quadro característico leva a um aumento do número dos sapatos, dificuldade para usar anéis e alianças e modificações faciais que incluem crescimento excessivo do queixo, lábios, nariz e perda espontânea dos dentes.

Quando foi diagnosticado, Marcos passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor no cérebro que agravava ainda mais o problema. “A cirurgia não resolveu o problema e desde então passei a utilizar medicamentos controlados. Uso todos os dias e nos últimos tempos a falta deste remédio me prejudicou muito”, denunciou Marcos.

Os medicamentos de controle do crescimento são buscados por Marcos todo mês. Uma única injeção de Sandostatin custa em média R$ 6 mil. Como ele não tem condições de arcar com a despesa, fez um cadastro na Secretaria Estadual de Saúde (SESA) e passou a receber o medicamento especial em casa gratuitamente. Depois que começou a tomar o medicamento, sua vida pode seguir normalmente, mas com a falta dele, Marcos ficou desesperado e teme por sua vida.

Resposta da SESA

Depois de receber a denúncia de que não havia previsão para o reabastecimento do medicamento na rede pública, a Banda B entrou em contato com a SESA. O diretor da Regional de Saúde de Curitiba, Mateus Chiomatas explicou o motivo da falta do remédio. “Houve um problema nas contas da SESA. Em função do pagamento de dívidas deixadas pelo governo anterior, o reabastecimento foi comprometido”, disse o diretor.

Ele garantiu que esse problema foi resolvido e não só o medicamento usado por Marcos, mas outros que estavam em falta na rede pública serão oferecidos novamente. O prazo para que isso ocorra é de no máximo até a próxima segunda-feira (16).

FOnte:Banda B AM


One Response to Injeção de R$ 6 mil falta na rede pública e compromete saúde de homem com excesso de crescimento

  1. Daniele   23 de maio de 2011 at 14:03

    Boa tarde

    Segue abaixo link da denúncia que fiz junto à Band news Fm:

    http://blogdajoice.com/joice/?p=33124

    Meu marido tem esclerose múltipla, e a falta ou racionamento do medicamento Betaferon, do qual ele depende para atrasar os efeitos da doença, é constante.

    Obrigada pela atenção.

    Daniele

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *