Fantastico faz reportagem sobre “Golpe da bomba de gasolina ” como se fosse inedita e usa informações da BAND

Home » Atualidades » Fantastico faz reportagem sobre “Golpe da bomba de gasolina ” como se fosse inedita e usa informações da BAND

By nesqueci on 9 de janeiro de 2012. 2 Comments

Uma reportagem especial exibida ontem no “Fantástico”, da Globo, sobre fraude em postos de combustíveis, está dando o que falar… Também na concorrência. Ela seria simplesmente cópia de uma série produzida pelo “Jornal da Band”, apresentada em fevereiro de 2011 e reprisada no último sábado, dia 7.

Os apresentadores do “Fantástico”, Renata Ceribelli e Zeca Camargo, anunciavam desde sábado à noite que mostrariam algo inédito, mas todos os elementos da reportagem –inclusive um sistema ativado por controle remoto–, também foram mencionados no trabalho da equipe da Band.

 

Esta série de reportagens apresentada pelo “Jornal da Band”, vale lembrar, chegou na final do prêmio Esso de Jornalismo.

Assista à matéria da Band, exibida em fevereiro de 2011.

 

Fonte:Coluna Flavio Ricco

Realmente é inegavel a semelhança das materias, resta saber quem ganha a briga de indiretas.
Mas vale ressaltar que sendo copia ou noa.
A reportagme da BAND nao surtiu nem um efeito e ninguem deu a minima tanto que o golpe continua sendo aplicado assim como mostrado na reportagem da globo.
QUem sabe com essa super exposição alguem vai preso.


2 Responses to Fantastico faz reportagem sobre “Golpe da bomba de gasolina ” como se fosse inedita e usa informações da BAND

  1. Catarina Cavalcante de Jesus   10 de janeiro de 2012 at 17:37

    Em Goiânia não é diferente…

    Há tempo eu venho percebendo que ao chegar alguns postos para abastecer, quando ligo a chave na ignição percebo que o frentista não coloca o tanto de gasolina que pedi.

    Passei até a ter fobia de abastecer meu carro. A maioria das vezes quando reclamo para alguem que está comigo no carro, sempre ouço:

    Sê tá é ficando doida . Ninguém faz isto não! Não tem como fazer isto.

    Eu digo:

    Gente quem conhece meu carro sou eu, eu sei muito bem onde chega o marcador de gasolina em determinado valor, seja ele x ou y.Estão me lesando mesmo! E com a cara mais limpa.

    Por duas vezes ao abastecer e perceber que o tanto de gasolina que pedi não foi colocada no tanque, resolvi voltar no posto e conversar com o gerente do posto.

    Sabe o que eu ouvi?

    Preste atenção:

    Na 1ª vez eu voltei e disse:

    Moço, por favor! Eu coloquei x valor de gasolina no meu carro e estou percebendo que foi colocado y valor, o que está acontecendo? Eu sei muito bem onde o marcador chega quando abasteço o valor que pedi. Cadê meu comprovante de abastecimento?

    Ele me disse

    Eu coloquei a quantidade de gasolina que a sra me pediu.
    Eu liguei a chave do carro e disse prá ele:

    Moço quando eu abasteço este valor no meu carro o marcador sobe até este marcação aqui ó, entende? O sr colocou só tanto no meu tanque.

    Ele foi na bomba tirou um cupom fiscal e me disse:

    Aqui sra, este foi o valor que a sra me pediu pra abastecer…

    Eu disse:

    É mesmo? Tudo bem menos um freguês para abastecer no seu posto.
    Fui embora muito contrariada, cheguei em casa e contei o fato e minha família disse:

    Ah Catarina, sê tá é encabulada com isto, isto não existe…

    Eu disse que não estava encabulada coisa nenhuma e que eu ia denunciar isto para o INMETRO e PROCON.

    Vai e volta percebo que isto sempre acontece.

    A 2ª vez, pensa bem como foi a história se repetiu e resolvi voltar e reclamar.

    O frentista que me atendeu correu e chamou o gerente do posto, e eu pedi justificativas para que a gasolina que pedi não chegou no marcador como deveria chegar e que eu estava cansada de ver isto acontecer e que eu ainda confiava naquele posto porque ainda não tinha acontecido isto comigo lá e que eu vinha de longe para abastecer lá porque confiava no serviço do posto.

    O gerente simplesmente me disse que eu estava equivocada e que o marcador de gasolina do meu carro estava estragado e que se eu quisesse eu poderia chamar o INMETRO o PROCON que eu ia ver que as bombas estavam aferidas por estas instituições e que não havia fraude.

    Eu disse para ele que eu ia mesmo porque não era mais possível isto.

    Dai percebi que mais pessoas da minha família começaram também a perceber a mesma coisa quando iam abastecer seus carros que estavam notando que pediam tanto de gasolina e colocavam bem menos. Deixei de abastecer nos postos onde me senti lesada e as vezes ando uma distancia longa para abastecer em um posto que ainda não me senti lesada.

    Sinceramente eu passei a ter fobia de postos de gasolina.

    E esta é mais uma história que me faz sentir vergonha de ser brasileira.

    Como disse o tal golpista para o repórter da Globo que se passou por dono de um posto de gasolina para descobrir quem comandava o processo de desvio de gasolina para dentro da bomba e não para o tanque de gasolina para o cliente.

    … E se chegar um tiozinho reclamando dizendo que…

    Você vai…, e desliga o sensor que comanda a placa da bomba… A bomba volta a trabalhar normalmente…

    Isso é uma vergonha!!!

    Responder
  2. cleverson v. oliveira   14 de janeiro de 2012 at 21:32

    a um jargão usado nos bastidores entre os diretores das emissoras de tv “nada se cria tudo se copia”

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *