Estudantes da UFPR fazem manifestação contra a Guarda Municipal.

Home » News » Estudantes da UFPR fazem manifestação contra a Guarda Municipal.

By nesqueci on 2 de abril de 2011. 3 Comments

Eles tentaram entregar na prefeitura carta de repúdio a ação de guardas em churrasco dos alunos

Uma manifestação contra a Guarda Municipal de Curitiba, encabeçada por alunos do curso de História da Universidade Federal do Paraná (UFPR) é realizada na região central de Curitiba. A passeata acontece na tarde desta sexta-feira (1º), com a concentração em frente à reitoria da universidade. Os alunos pretendem seguir até a Prefeitura Municipal para entregar uma carta de repúdio aos atos cometidos por guardas num churrasco dos alunos no último dia 19 de março. O incidente aconteceu no parque São Lourenço e os manifestantes acusam os guardas de terem agredido indevidamente um grupo de 30 estudantes, além de abusar da autoridade. A diretoria da guarda afirma que a agressão partiu dos alunos e que uma agente teve o braço quebrado.

“Nós iremos entregar um documento assinado por 30 entidades estudantis mostrando nossa indignação com o abuso de autoridade e contra este tipo de ação criminosa por parte de agentes públicos. Os alunos foram agredidos e em nenhum momento tiveram chance de dialogar com os guardas. Foram usados cassetetes, spray de pimenta e arma de choque. Nossa manifestação conta com apoio do reitor e de várias direções de curso”, disse Rebeca Freitas, estudante do 5º ano de História da UFPR, que estava presente no churrasco de recepção para os calouros no dia 19. (Ouça a entrevista no áudio acima)

Como esta sexta-feira é feriado municipal, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que nenhuma autoridade deve receber o documento e nenhum representante da guarda deve comentar a manifestação.

Os estudantes saíram pelas ruas da região central distribuindo panfletos contra a ação da guarda. “Nós iremos promover novas manifestação não só de repudio a este fato, mas também em protesto a vários outros casos de violência e abuso de poder por parte de agentes de segurança pública”, relatou Rebeca.

O incidente

No último dia 19 de março um grupo com cerca de 30 estudantes, a maioria deles estudantes do curso de Historia da UFPR faziam um churrasco numa das churrasqueiras do parque São Lourenço. Por volta das 20h, três guardas municipais (dois homens e uma mulher), fizeram uma abordagem no local e em seguida mais viaturas foram chegaram. Os alunos afirmam que foram agredidos sem nenhum tipo de acusação declarada.

Já a direção da guarda municipal afirma que os três primeira guardas foram apenas orientar os estudantes para que baixassem o som e quando foram agredidos por um dos alunos que teriam quebrado o braço da guarda feminina. Antonio Diogo foi detido e levado para o 8º Distrito da Polícia Civil. Os alunos formalizaram uma denúncia dois dias depois do incidente e alguns alunos fizeram exame de corpo de delito.

Fonte:Banda B Am
————————————————————————————————————–

Está passando da hora de Direito ser introduzido em todos os curriculos para que o minimo saibamos fazer ou a quem procurar.
Carta de repudio para reclamar de agressão? Sério? Foram agredidos e não fizeram boletim de ocorrência nem fizeram exame no IML para constatar agressão? Vão deixar sua palavra contra a deles, mesmo sabendo que nesse caso eles ganham?
Poderiam ter feito abaixo assinado mesmo tomando todas essas atitudes mas optaram por não fazer?
Dessa maneira parece que os estudantes que estavão errados e tentaram usar apelo publico pra comover.
Não estou do lado de ninguem, mas gente mais cuidado da proxima vez.

3 Responses to Estudantes da UFPR fazem manifestação contra a Guarda Municipal.

  1. André Luiz   2 de abril de 2011 at 13:50

    Sou um dos estudantes que estavam presente no churrasco e depois na delegacia…
    só para constar o comentario abaixo, foi feito SIM o exame e foi feito B.O dos alunos que sofreram agressão. Então, antes de comentar, procure a se informar. Não é porque não consta na reportagem, que não foi feito.

    Responder
    • Charles   2 de abril de 2011 at 13:55

      Oi André!
      A provocação foi justamente pra arrancar esse tipo de informação. Agora as pessoas vão saber que fizeram o certo e não vao ficar indignadas achando que não fizeram nada.
      Acredite, essa informação faz a diferença.

      Responder
  2. anderson ambrosio   7 de abril de 2011 at 11:37

    queria ver se acontecesse algo pior, se vcs fossem assaltados ou pior matassem vcs no escuro que tava, ai vcs iam dizer que nao tem segurança no porque, vcs sao arruasseiros bando de bebados em vez de estudar ficam aprontando belo exemplo. nao se esqueçam do que aconteceu principalmente o rapaz que foi a delegacia.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *