Em UBeraba – Comerciante destrói carro do noivo com chave de fenda em Uberaba.

Home » News » Em UBeraba – Comerciante destrói carro do noivo com chave de fenda em Uberaba.

By nesqueci on 11 de Abril de 2011. No Comments

Uma comerciante foi presa no início da madrugada desta segunda-feira, acusada de destruir o carro do noivo com uma chave de fenda, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Segundo a Polícia Militar, a motivação do crime pode ter sido cíume. Por volta de 1h, o marceneiro S.P.S., 34 anos, estava na casa da ex-mulher para deixar dois filhos. Ele recebeu uma ligação de sua atual noiva, a comerciante Catiana Lacerda de Andrade, de 32 anos. A mulher chamou o noivo para conversar e S.P.S foi até a casa dela.

Ao chegar no local dirigindo o Fiat Tipo, placa GQI-8588, o marceneiro foi surpreendido pela fúria da noiva. Catiana o agrediu com com tapas e unhadas, deixando marcas no rosto e braços do marceneiro. De acordo com a PM, não satisfeita com as agressões, Catiana pegou uma chave de fenda e danificou o carro do noivo. Ela quebrou a chave da ignição, aparelho de som, para-brisa, maçaneta e retrovisor, além de arranhar todo o capô do veículo.

Depois, a comerciante foi até a casa de S.P.S e ameaçou os familiares do marceneiro. A PM foi acionada e encontrou a comerciante dirigindo a moto Suzuki 125, placa NRA-2753. Ela foi presa em flagrante pelas agressões. Na presença dos policiais, a mulher ainda tentou atingir novamente o marceneiro. Como Catiana não portava a carteira de habilitação e o documento da moto, ela foi multada. A motocicleta foi entregue à uma testemunha.

Durante a ocorrência, a comerciante disse que o marceneiro e o pai dele, o aposentado O.P.S., 64 anos, possuíam duas armas de fogo em casa. Com autorização dos envolvidos, os policiais fizeram buscas e encontraram uma munição calibre 28, semi-carregada, e 32 munições calibre 22 intactas.

O aposentado informou à PM que vendeu as armas há algum tempo. De acordo com a polícia, devido ao estado de saúde do idoso, ele não foi conduzido à delegacia. As munições foram apreendidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *