Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar

Em Teresina (PI) – Polícia investiga caso de estudante de direito encontrada morta em canteiro de obras

00:09 Arquivado em: News | Author Name

A Polícia Civil do Piauí investiga o caso de uma universitária que foi espancada e morta em Teresina, no Piauí. Seu corpo foi encontrado na madrugada de quinta-feira (25) em um canteiro de obras da nova sede da Procuradoria Regional da República, na avenida João 23, na zona leste da capital.

A polícia pediu exames de DNA de vestígios de pele encontrados embaixo das unhas da estudante de direito, Fernanda Lages Veras, 19. Hoje pela manhã, o delegado do 5º Distrito Policial, Mamede Rodrigues, ouviu os dois vigias da obra e pediu a quebra do sigilo telefônico da vítima.

A universitária foi morta com golpes na cabeça, teve o braço direito fraturado e as unhas quebradas. A perícia faz exames para saber o instrumento que o criminoso usou –suspeita-se de uma barra de ferro, um cano ou mesmo um pedaço de madeira. A perícia preliminar não encontrou indícios de violência sexual.

No local do crime foram encontrados objetos da vítima como o telefone celular, uma sandália e o seu veículo, um Fiat Uno. O material está sendo periciado. O resultado sairá em menos de dez dias.

Veras foi morta a caminho de sua casa no bairro São João, por volta das 5h30 da quinta-feira (25). O vigia de plantão confirmou à polícia que viu um homem entrar na obra, mas disse que não o abordou com medo de sua reação. Segundo ele, a pessoa parecia conhecer o local.

O delegado disse que a polícia trabalha com as hipóteses de crime passional, vingança e motivação eventual. “Ainda não temos um suspeito em potencial, mas já foram descartadas a possibilidade de latrocínio e crime político, já que seu pai é ex-vereador de Barras”, disse Rodrigues.

Hoje a universitária foi sepultada em meio à comoção no município de Barras (119 km de Teresina). O prefeito da cidade decretou luto oficial no município.

Exame de DNA

Uma das pistas do crime é a pele encontrada embaixo das unhas da jovem. O delegado crê que ela lutou com o criminoso para se defender e chegou a arranhá-lo.

Ontem, o ex-namorado da estudante Pablo Vital, 23, foi ouvido e negou qualquer participação no crime.

Hoje o ex-namorado postou um texto em sua página no Facebook e declarou amor pela universitária: “Levaram a mulher da minha vida e eu nem tive a chance de dar a minha vida por você meu amor… Fique com Deus, porque esse é o lugar dos anjos…”, escreveu Pablo.

Até agora a polícia ouviu cinco pessoas –os dois vigias, o ex-namorado e familiares da vítima e do ex-namorado. Hoje à tarde a polícia colherá os depoimentos das quatro amigas que estavam com Fernanda antes do crime.

Fonte:UOL

Link encurtado:

facebook comments:

Deixe uma resposta

Google Plus site stats
Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar