Em Sorocaba – Pit Bull ataca duas crianças no Jardim Vera Cruz.

Home » News » Em Sorocaba – Pit Bull ataca duas crianças no Jardim Vera Cruz.

By nesqueci on 3 de Abril de 2011. No Comments

Duas crianças foram atacadas no final da tarde de sexta-feira por um cão macho da raça pitbull e sofreram ferimentos graves. Graças à ação de defesa da mãe dos irmãos, o cachorro afastou-se da menina de 10 anos e do menino de 7 anos, porém, só foi contido pela dona dele. O ataque aconteceu na rua Emílio Pedutti, em frente ao número 108 (onde mora o cachorro), no Jardim Vera Cruz, por volta das 17h30. A mãe socorreu os filhos na Unidade Pré-Hospitalar da Zona Oeste e passam bem.
De acordo com o apurado pela polícia, a mãe fora buscar os filhos na escola municipal “Rosa Cury” e voltava com eles pela rua Emílio Pedutti. “Nós moramos duas quadras para cima e estávamos na calçada do outro lado da rua, quando o pitbull escapou da casa e veio com ódio para cima dos meus filhos”, relata a mãe. Primeiro, o animal pulou na menina e depois no menino. “O pitbull tentou pegar o pescoço da minha filha, mas não conseguiu, então mordeu o seio dela e se eu não desse umas bicudas e sapatadas nele, o cachorro teria arrancado o mamilo dela”, conta a mulher. O pitbull soltou a menina e mordeu a coxa esquerda do menino, perfurando-a com um dos dentes. “Eu comecei a gritar por socorro, aí a dona dele e o namorado vieram segurar o cachorro.”
A mãe não pensou em mais nada, a não ser em socorrer os filhos, levando-os à unidade pré-hospitalar da avenida General Carneiro. Uma médica examinou as crianças. Os ferimentos foram graves, porém, não deverão deixar sequelas. “A minha filha teve de levar quatro pontos e o meu filho também precisaria levar um ponto, mas a médica achou melhor só tratar, por enquanto, com curativos e antibióticos”, diz. O pai das crianças foi até a casa da comerciante C.C.C.R., de 46 anos, e pediu para que ela pagasse pelos medicamentos. Ela pagou, justificando que a fuga do cão aconteceu porque a filha dela descuidou-se ao abrir o portão para o namorado, permitindo que o pitbull escapasse. “A mulher tem um pitbull, um rottweiler e um cão peludo, acho que japonês, mas este é manso”, afirma, comentando que duas vizinhas que moram naquela rua disseram a ela que não é a primeira vez que o pitbull escapa e que sempre ele está solto na rua. A comerciante negou a versão, dizendo que o animal escapou somente dessa vez, quando do ataque às crianças.
“Eles têm de tomar cuidado com aquele cachorro, ele não gosta de crianças e ali perto tem duas escolas e muitas crianças passam por ali”, relata. Disse que a noite de sexta-feira para sábado foi terrível para eles. “Eu não consegui dormir e a minha filha acordava o tempo todo, com os olhos estatelados de medo do cachorro.” Contou que a menina ia vez ou outra ao mercado, ali perto, para comprar algumas coisas para a mãe, porém, agora está com medo do pitbull.
O ataque foi registrado no Plantão Policial da Zona Oeste pelo delegado Paulo Melero, sob o título “Lesão Corporal e Omissão de Cautela na Guarda de Animais”. O inquérito correrá pelo 9º Distrito Policial.

http://portal.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=283930



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *