Em São José dos Pinhais – Vizinha suspeita de ter matado adolescente já está presa.

Home » News » Em São José dos Pinhais – Vizinha suspeita de ter matado adolescente já está presa.

By nesqueci on 31 de março de 2011. 1 Comment

Ela negou o crime e disse que pagou R$ 1,5 mil pela criança.

A principal suspeita de ter matado a adolescente Paloma dos Santos (16) e de sequestrar o filho dela, de apenas um mês, já está presa na Delegacia de são José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (RMC). Eva Cássia Ferrarezi Zeglan foi presa em Foz do Iguaçu, região oeste do Paraná, enquanto tentava fugir para o Paraguai.

A mulher tem 40 anos e era vizinha da família de Paloma na cidade de Guratuba. De acordo com a polícia, a suspeita não podia ter filhos e teria atraído a vítima para matá-la e ficar com a criança. No carro onde a mulher estava no momento da prisão, a polícia encontrou a certidão de nascimento do bebê, abandonado na porta de uma igreja em Guaraniaçu, região de Guarapuava.

“Nós já temos provas concretas de que foi esta mulher a autora do crime. Ainda estamos averiguando se existe a participação de mais pessoas, mas contra ela os indícios estão claros. Ela era vizinha de Paloma e atraiu a garota para São José dos Pinhais afirmando que compraria roupas para a criança. A vítima foi sequetrada e os indícios são fortes de que o objetivo era roubar a criança”, revelou o delegado Lucio Lugli da Delegacia de Guaratuba, ainda durante a tarde de ontem (30).

No bilhete encontrado com a criança, a mulher afirma que comprou o bebê da mãe por R$ 1,5 mil. “Ela parecia drogada e o pai também é viciado”, escreve a mulher no bilhete. Além disso, ela escreveu que viu a adolescente viva pela última vez e afirma não ter nenhum envolvimento com o assassinato.

O que ainda não está claro para a polícia é se Paloma foi assassinada em Guaratuba e desovada no bairro Quissisana em São José dos Pinhais, ou se foi morta no local onde o corpo foi encontrado. “Esta suspeita já morou próximo a região onde o corpo de Paloma foi localizado. Ela conhecia o local. Estes detalhes do crime só poderão ser descobertos depois que o interrogatório for feito. Inicialmente ela será ouvida em Foz do Iguaçu e posteriormente transferida para a região da capital”, informou Lugli.

Depois de matar Paloma, a suspeita foi vista por testemunhas em Guaratuba, levando a criança para um centro espírita. Ela foi reconhecida por fotografias e desde a tarde de ontem a polícia já fazia diligências na casa dela e em casa de parentes a procura da acusada. A mulher deve continuar detida até que o mandado de prisão seja formalizado pela justiça.

De acordo com o delegado Gil Rocha Tesseroli, da Delegacia de São José dos Pinhais, o bilhete encontrado junto com o bebê pode ter sido confeccionado pela própria suspeita. Ainda segundo Tesseroli, uma entrevista coletiva deve ocorrer durante a tarde de hoje (31) para que a polícia repasse maiores informações sobre as investigações.

O crime

Paloma saiu de casa na última quinta-feira (24) com seu filho recém nascido para fazer o teste do pezinho em uma unidade de saúde de Guaratuba. Ela foi acompanhada da mãe de Jeferson de Góes, 31, seu companheiro e pai da criança, e de uma vizinha da família. Depois de fazer os exames, ela foi vista pela ultima vez nas proximidades de casa, numa zona afastada do centro de Guaratuba. O corpo foi encontrado somente três dias depois numa estrada rural de São José dos Pinhais. Paloma tinha marcas de asfixia causada por um fio de grossa espessura. O bebê havia sumido e então foram iniciadas as buscas. O pai dela, Marcelo Agostinho e o marido com quem vivia a cerca de três anos foram ouvidos na delegacia de São José dos Pinhais nesta última terça-feira (29).

Fonte:Banda B AM

One Response to Em São José dos Pinhais – Vizinha suspeita de ter matado adolescente já está presa.

  1. stefany   20 de dezembro de 2011 at 10:40

    há cada coisa nesse mundo que pena que dó dessa mãe desejo toda a sorte do mundo a ela e que não aconteça isso novamente

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *