Em Curitiba (PR) – Funcionária do IML é presa por furtar R$ 200 do bolso de morto.

Home » News » Em Curitiba (PR) – Funcionária do IML é presa por furtar R$ 200 do bolso de morto.

By nesqueci on 23 de maio de 2011. No Comments

Uma funcionária do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba foi presa em flagrante na tarde deste domingo (22), acusada de furtar R$ 200,00 do bolso de um homem, cujo corpo estava no Instituto para ser identificado. A prisão foi feita por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), depois que a família denunciou que o dinheiro havia sumido da calça da vítima, morta em um acidente de trânsito na região de Curitiba.

Os policiais verificaram o boletim de ocorrência da Polícia Rodoviária Federal, apresentado pela família, e, na relação de pertences da vítima, constava que havia R$ 200,00 no bolso do corpo do morto encaminhado para o IML. Com essa informação, os policiais pressionaram a funcionária de plantão, que recebeu o corpo, e ela acabou admitindo que pegou o dinheiro.

Segundo informações levantadas pela Banda B, a funcionária, inclusive, teria oferecido metade do dinheiro (R$ 100,00) para o motorista do camburão do IML, que recusou. O nome da funcionária não foi divulgado.

A Banda B procurou a Secretaria de Segurança Pública do Paraná e a informação da assessoria foi de que o caso está sendo investigado e que, por enquanto, ninguém vai falar sobre o assunto.

Outro caso

Não é a primeira vez que um caso assim acontece no IMl de Curitiba. Em 1990, quando o empresário Walter Carraro Cunha, proprietário de uma escola de natação foia ssassinado, um funcionário do IML foi flagrado em uma sapataria no bairro Portão ao levar a jaqueta de couro da vítima para consertar os buracos das balas. O funcionário foi exonerado. A denúncia partiu do próprio sapateiro que estranhou os furos na roupa e as marcas de sangue e chamou a polícia.

Fonte:Portal BAnda B AM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *