Em busca por modelo, polícia encontra ossos humanos na Rocinha.

Home » Atualidades » Cotidiano » Em busca por modelo, polícia encontra ossos humanos na Rocinha.

By nesqueci on 29 de junho de 2011. No Comments

A polícia encontrou na tarde desta quarta-feira alguns ossos humanos na Rocinha, zona sul do Rio. Desde as 7h, 130 policiais civis faziam buscas na comunidade para tentar localizar o corpo da modelo Luana Rodrigues, 20, desaparecida desde 9 de maio.

Foto da modelo desaparecida na rocinha

A modelo Luana Rodrigues, 20, desaparecida desde 9 de maio; polícia suspeita que seu corpo esteja em favela.

Informações sobre o local onde a jovem estaria enterrada foram recebidas por meio do Disque-Denúncia e de incursões feitas por policiais civis na favela durante o último fim de semana.

Para a busca foram mobilizados cem policiais da DH (Divisão de Homicídios) e 30 da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais). Segundo policiais da DH, os ossos foram encontrados em três pontos diferentes da mata da favela, em um local conhecido como Dioneia. Eles serão levados para perícia.

As buscas pelo corpo de Luana e de uma amiga dela, identificada como Andressa, foram encerradas por esta quarta. Os policiais estão agora na casa onde Andressa morava, à procura de mais pistas.

Luana morava na Estrada das Canoas, via próxima à favela. Ela tinha um filho de 2 anos com um morador da Rocinha.

A polícia suspeita que a jovem transportava drogas para outras comunidades, além de ter relacionamento amoroso com um policial e com um traficante conhecido como Ronaldinho.

De acordo com policiais e moradores, Ronaldinho e um outro criminoso –identificado como Fofão– seriam os responsáveis pelo carregamento de duas toneladas de maconha apreendido na comunidade em abril.

Duas semanas depois da apreensão da droga, dinheiro do tráfico teria desaparecido da casa de Andressa. O montante seria de traficantes do Morro de São Carlos, abrigados na Rocinha desde o anúncio da instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no morro.

A partir daí, os traficantes começaram a desconfiar das duas amigas. A polícia acredita que, ao descobrirem que Luana estava saindo com um policial, os criminosos pediram sua morte ao traficante Antonio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, um dos bandidos mais procurados pela polícia do Rio.

Fonte:UOL

Noticias antiga sobre o desaparecimento aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *