Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar

Em Berlim, “Bruna Surfistinha” é vendido como pornô soft.

18:48 Arquivado em: Cinema,News | Author Name

O European Film Market (EFM), que se realiza paralelamente ao Festival de Berlim, é o local onde muitos filmes são vendidos os mercados estrangeiros, inclusive as produções brasileiras. Os “trade papers”, publicações dedicadas ao mercado cinematográfico, fazem edições especiais e são recheados de anúncios dos títulos colocados à venda. Como o publicado na edição de sábado (11) da revista Hollywood Reporter anunciando o filme “Bruna Surfistinha”, cujo título foi traduzido em inglês para “Bruna Surfergirl”.

O mais curioso, neste caso, é que o anúncio traz uma foto de Deborah Secco, intérprete do papel-título, em posição sugestiva. E o texto explicativo da Shoreline Entertainment, escritório responsável pelas vendas do filme no EFM, sugere algo que vai além da cinebiografia de uma ex-prostituta. “Esse é o único filme do gênero que leva o público aonde ele realmente quer ir. Se você acha que essa foto é quente não viu nada até ter assistido o filme inteiro.”

Fonte:UOL Cinema

Link encurtado:

facebook comments:

Deixe uma resposta

Google Plus site stats
Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar