Em Belo Horizonte – Polícia: universitário pode ter matado namorada e se suicidado

Home » News » Em Belo Horizonte – Polícia: universitário pode ter matado namorada e se suicidado

By nesqueci on 18 de Março de 2011. No Comments

O casal de universitários Gustavo Ribeiro e Alessandra Barros foi encontrado morto em uma pousada.

O delegado Wagner Pinto, chefe da Delegacia de Homicídios de Belo Horizonte, disse nesta quinta-feira que a perícia feita no quarto da pousada onde foram encontrados os corpos do estudante de Educação Física e garçom Gustavo Lage Caldeira Ribeiro, 23 anos, e da estudante de Medicina Alessandra Paolinelli Barros, 22 anos, indica que o rapaz teria estrangulado a namorada e depois se matado ao ingerir alguma substância.

De acordo com o delegado, Gustavo “vomitou pelo quarto, além de estar com a região abdominal inchada”, sintomas característicos da ingestão de algum veneno. Ainda segundo Wagner Pinto, Alessandra teria com uma fratura no pescoço.

O casal de universitários foi encontrado morto hoje no quarto de uma pousada de luxo em Brumadinho, na região metropolitana da capital. Segundo a delegada Cristina Coelli, titular da Delegacia de Pessoas Desaparecidas de Belo Horizonte, eles se hospedaram na pousada Estalagem do Miragem sem avisar às famílias e foram localizados somente depois que a polícia rastreou mensagens no site de relacionamentos Facebook. O último contato de Alessandra com a família foi na noite de terça-feira, por telefone. De acordo com a delegada, a jovem conversou com seus pais sem dizer onde estava.

Conforme amigos, o casal teria ido à pousada para comemorar um ano de namoro. Preocupado com a demora da filha, o pai de Alessandra tentou falar com ela durante a madrugada de quarta-feira, sem sucesso, e, pela manhã, procurou a delegacia para registrar queixa.

Após pesquisa em mensagens do casal e de amigos no Facebook, policiais descobriram que os dois estavam hospedados em Brumadinho. No local, funcionários relataram à polícia que a última vez que Alessandra e Gustavo foram vistos circulando pelas dependências da pousada foi na noite de terça-feira.

Os policiais encontraram os dois mortos sobre a cama. Alessandra vestia apenas roupas íntimas e Gustavo estava nu, com uma das pernas sobre o corpo da namorada. Segundo a polícia, não havia marcas aparentes de violência. Foi encontrado apenas um corte aparentemente recente em um dos supercílios do estudante.

Hóspedes dos quartos vizinhos afirmaram não terem ouvido nada de estranho nos últimos dias. A delegada Cristina Coelli descartou a hipótese da presença de uma terceira pessoa no quarto. A perícia, no entanto, não encontrou nenhum frasco com remédio, droga ou veneno, apenas duas taças de vinho com o líquido parcialmente bebido.

Os corpos das duas vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da capital mineira e o resultado da necropsia nos corpos deverá ficar pronto em 30 dias.
Fonte: Terra
———————————————————————————————————————–

Achei de uma grande irresponsabilidade divulgarem a hipotese de assassinato seguido de suicidio, senão tem certeza averigue.
Ambos os jovens deixaram familia que ficarão em um clima de acusação, querendo ou não tendemos a culpar alguem.
E se foi outra cosia? Não acharam veneno no quarto, e se foram drogados para ser assaltados depois? A dose poderia ter sido pequena e a menina visto o assaltante e ele poderia ter a matado. è apenas uma hipotese, como muitas outras que devem ter por ai.
A polícia tem que prezar pelas FAMILÍAS até que descubra algo. Falar que descartoua  hipotese de uam terceira pessoa enão falar porque descartou parece apenas “meio-serviço”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *