Em Belo Horizonte (MG) – Laudo aponta que estudante que matou professor é portador de esquizofrenia e o isenta de pena.

Home » News » Em Belo Horizonte (MG) – Laudo aponta que estudante que matou professor é portador de esquizofrenia e o isenta de pena.

By nesqueci on 17 de Maio de 2011. No Comments

O estudante universitário Amilton Loyola Caires, denunciado pelo Ministério Público pela morte do professor Kássio Vinícius Castro Gomes, foi considerado isento de pena e portador de esquizofrenia. O promotor Francisco Santiago recebeu o laudo pericial sobre o acusado nesta terça-feira (17) e afirmou que vai encaminhar na quarta-feira o requerimento de transferência do estudante do presídio onde se encontra para um manicômio judicial.

O promotor, no entanto, descartou a possibilidade do estudante de educação física conseguir a liberdade. “Pelo laudo ele foi considerado inteiramente incapaz, eu fiz o requerimento ao juiz para ele ser transferido para um manicômio judicial, liberdade não, ele é perigoso e isso foi bem fundamentado”, afirmou.

O crime ocorreu em dezembro do ano passado, nas dependências do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, no bairro Lourdes, região Centro-Sul da capital. O pedido de liberdade provisória requerido pela defesa foi indeferido no dia 10 de janeiro. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), testemunhas relataram que o acusado é agressivo, irrita-se facilmente e teria ameaçado outros professores. Na época, o juiz sumariante do 2º Tribunal do Júri considerou que, ainda que o acusado seja réu primário e tenha residência fixa e ocupação, os elementos não foram suficientes para garantir a sua liberdade, tendo em vista o temperamento do indiciado.

Santiago se mostrou preocupado com o resultado do laudo da perícia. “A gente não é médico, mas isso está muito normal, muito comum, esses exames apontando a pessoa como inimputável. O rapaz tem uma vida normal até os 24 anos, passa no vestibular, entra na faculdade. Depois que ele mata alguém é considerado doido, isso me preocupa”, afirmou.

Fonte:O Tempo Online

O crime

Segundo testemunhas, o aluno e o professor discutiram porque o suspeito não teria aceitado o fato de ter sido reprovado na primeira etapa do Trabalho de Conclusão de Curso de Educação Física (TCC). Revoltado, universitário teria atacado o professor, mestre em educação física, no corredor da instituição. Testemunhas relataram que três alunos cercaram a vítima, mas somente um deles teria esfaqueado o professor.

O assassinato foi filmado pelas câmeras do circuito de segurança da instituição de ensino. Segundo o delegado Wagner Pinto, as imagens flagraram o suspeito golpeando o docente no tórax. O universitário cursava o 5º período e, de acordo com colegas de curso, era uma pessaoa bastante agressiva, já tendo, inclsuive, sido expulso de uma outra instituição de ensino.

O professor Kássio Vinícius era casado e pai de dois filhos. Seu corpo deverá ser enterrado na tarde desta quarta-feira em Betim, município vizinho a Belo Horizonte.

Resumo do jornal O Tempo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *