Em Apucarana (PR) – Mulher mata com facada no coração homem que teria estuprado filha de 4 anos

Home » News » Em Apucarana (PR) – Mulher mata com facada no coração homem que teria estuprado filha de 4 anos

By nesqueci on 7 de Maio de 2011. No Comments

Um homem suspeito de ter abusado de uma menina de apenas quatro anos foi asssinado pela mãe da criança com uma facada certeira no coração. O crime aconteceu na Rua Zulmira, em Apucarana, norte do Paraná. Ele era vizinho da criança e a mãe não esperou a chegada da polícia. Ela se armou com uma faca e assassinou o suspeito de pedofilia na sala da casa dele.

A polícia detalhou que a menina foi encaminhada ao Pronto Atendimento Municipal (PAM) para receber atendimento médico. Alguns vizinhos chegaram a sugerir outros detalhes que suspostamente teriam relação com o crime, mas essas versões não foram confirmadas pela polícia.

O corpo de Juvenal da Silva, de 56 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. “Ele foi morto com um golpe de faca no tórax que lhe atingiu o coração”, afirmou o auxiliar de necropsia José Jerônimo dos Santos.

O crime

Após denúncia de que uma pessoa teria violentado uma criança na Vila Reis, uma equipe da PM apurou que Juvenal da Silva teria atraído para o interior de sua residência uma menina quatro anos de idade e abusado sexualmente dela.

Quando os policiais chegaram na casa viram Amanda L. C, de 21 anos, que é mãe da menor, saindo da residência. No ato ele afirmou que havia matado um pedófilo. A a vítima estava caída de bruços na sala, toda ensangüentada e com um corte de faca na altura do peito

A Polícia Civil realizou levantamento no local do crime.e a faca usada foi apreendida e encaminhada junto com a detida à 17ª SDP para autuação em flagrante por homiício. “Se precisasse mataria de novo para que esse pedófilo não faça isso com mais nenhuma criança”, afirmou Amanda após ser presa.

As informações são do Jornal Tribuna do Norte colhidas no site da Banda B AM.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *