Controlador aéreo dorme durante pouso de 2 aviões em Washington.

Home » News » Controlador aéreo dorme durante pouso de 2 aviões em Washington.

By nesqueci on 25 de março de 2011. No Comments

Um controlador aéreo que não respondeu aos contatos de dois aviões que tiveram de aterrissar por conta própria no aeroporto de Washington admitiu ter dormido durante os pousos, informou nesta quinta-feira o Conselho de Segurança de Transporte (NTSB) dos Estados Unidos.

“O controlador disse que tinha dormido por um período de tempo durante seu turno. Ele trabalhava em seu quarto turno consecutivo noturno”, disse o NTSB, encarregado da investigação, em um comunicado.

A nota indica que as autoridades estão investigando questões relacionadas ao sono do controlador.

A informação foi divulgada um dia depois que duas aeronaves comerciais –um Boeing 737 procedente de Miami, com 97 pessoas a bordo e um Airbus vindo de Chicago com 68 pessoas– tiveram de aterrissar por conta própria diante do “silêncio” vindo da torre de controle na madrugada de quarta-feira.

Os pilotos dos dois aviões tiveram de recorrer ao Terminal de Radar de Controle de Aproximação (Tracon), que se ocupa dos aviões em voo mas não está encarregado de administrar os pousos e decolagens, responsabilidade atribuída às torres de controle.

O diretor da Administração de Aviação Federal (FAA), Randy Babbitt, havia dito mais cedo que as autoridades decidiram suspender o controlador aéreo de suas atividades, e iriam investigar o ocorrido para garantir a segurança dos passageiros.

O NTSB informou que o controlador tem mais de 20 anos de experiência, 17 deles no Aeroporto Nacional Ronald Reagan de Washington D.C.

“Como antigo piloto aéreo, me sinto pessoalmente enfurecido por este controlador não ter assumido a responsabilidade de auxiliar o pouso destes aviões. Felizmente, em nenhum momento os aviões estiveram fora de contato por radar, e nossos sistemas de apoio funcionaram para garantir a aterrissagem segura”, acrescentou.

Previamente, o secretário de Transportes dos EUA, Ray LaHood, tinha determinado a nomeação de um segundo controlador aéreo no Aeroporto Ronald Reagan de Washington, após o incidente com os dois aviões.

“Não é aceitável ter só um controlador na torre administrando o tráfego aéreo nesta zona crítica”, explicou LaHood em comunicado.

Fonte:Folha.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *