Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar

Guilherme Karan sofre com doença degenerativa Machado-Joseph.

20:55 Filed under: Saúde,TV | Author Name

O ator Guilherme Karan tem passado por maus momentosem sua vida pessoal.

Guilherme Karan

Seu pai Alfredo deu entrevista a coluna “Retratos da Vida”, do jornal “Extra” desta quarta-feira (18) e deu mais detalhes.
Guilherme sofre de uma doença degenerativa, uma síndrome neurológica chamada Machado-Joseph, que compromete a capacidade motora do paciente. “Ele herdou da mãe. Perdi um filho com a mesma doença. Guilherme fica na cadeira de rodas o tempo todo. Tem horas que ele está lúcido e tem horas que não”, revelou Alfredo.

O ator fez sua ultima participação na telinha em 2005, quando integrou o elenco da novela “América”, da Globo. Atualmente, ele vive sob os cuidados de dois enfermeiros, e recebe, durante três vezes na semana, a visita de um fisioterapeuta.

Ainda em entrevista ao jornal, o pai afirmou que Guilherme vive deprimido e por isso não quer receber visitas. Ele inclusive teria pedido à amiga e autora Glória Perez que não o visitasse mais.

“Ele não quer falar com ninguém. Está deprimido. E é um ponto de vista que temos que respeitar. Eu, como pai, compreendo e dou toda a assistência que posso”, disse Alfredo.

Em relação à doença, a família está otimista: “Quem sabe não descobrem um antídoto para que ele possa voltar ao que era antes”.

A doença

A doença de Machado-Joseph (DMJ) é hereditária e produz incapacidade motora. A incidência média é de três casos por 100 mil habitantes, mas nas Flores, Açores, há um por 140. A equipa descobriu que os doentes apresentam uma diminuição nos níveis da proteína beclina-1, vital para o mecanismo de limpeza da acumulação de proteínas e outras estruturas ao nível das células – o que é ainda mais debilitante no caso nos neurónios, por não passarem pelo processo de divisão. No caso dos doentes com DMJ, há acumulação de uma proteína específica, a ataxina-3, produzida em excesso e que acaba por lesar o cérebro.

Guilheme Karan

Charles André, neurologista integrante da Câmera Técnica de Neurologia e do Conselho Regional de Medicina (Cremerj), disse ao jornal “Extra” que a doença Machado-Joseph, que deixou Guilherme Karan numa cadeira de rodas, não tem cura.

A doença é hereditária e provoca uma lesão na região do cerebelo e assim ficam comprometidas a coordenação motora, a fala, a deglutição e até mesmo o movimento dos olhos.

“Ela começa na juventude ou na vida adulta e é progressiva. Não existe cura ainda. Há tratamentos de reabilitação baseados nos problemas que forem surgindo”, disse Charles André.

Ele ainda afirmou que a doença não é diretamente mortal: “Pode, por exemplo, comprometer o equilíbrio e a pessoa cair e machucar-se muito”, disse.

Fontes: Terra Saude , Natelinha e IONLINE

Use Facebook to Comment on this Post

Shortlink:

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Google Plus site stats
Aviso

Esta seção contém material impróprio para menores de 18 anos.

Você tem certeza que deseja prosseguir sua navegação em conteúdo probido para menores?

Voltar